quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Os vencedores da 16ª Mostra de Cinema de Tiradentes



Público e crítica consagram documentários “Dossiê Jango” e “Os dias com ele”; 
evento reuniu 35 mil pessoas


A Mostra de Cinema de Tiradentes (MG) anunciou, em cerimônia de encerramento no último sábado (26), os vencedores de sua 16ª edição, que movimentou a cidade mineira com exibições de filmes, oficinas de audiovisual, debates, exposições e uma extensa programação, totalmente gratuita para o espectador.


Maria Clara Escobar, autora do documentário
"Os dias com ele"
O longa-metragem "Os dias com ele" ganhou os prêmios da crítica e do júri jovem (composto por estudantes) na Mostra Aurora. O documentário de Maria Clara Escobar (foto) tem a intenção de mergulhar no passado do pai da cineasta, que foi preso e torturado durante a ditadura militar, e acaba refletindo o processo de tentativa de extração de depoimentos de alguém que evita falar sobre o assunto desde os anos 70. "Os dias com ele" também foi contemplado com o Prêmio Itamaraty do Cinema Brasileiro, concedido pelo Ministério das Relações Exteriores, no valor de R$ 50 mil reais.

Para o júri popular, o melhor longa da Mostra foi o documentário "Dossiê Jango", dirigido por Paulo Henrique Fontenelle e produzido pelo Canal Brasil, que trata do exílio do ex-presidente João Goulart após o golpe de 64, e das circunstâncias suspeitas de sua morte, levantando o debate em torno de mais esclarecimentos sobre esse período da história do Brasil e da América Latina. As menções honrosas da Mostra Aurora ficaram com os longas "Linz - Quando todos os acidentes acontecem", de Alexandre Veras, e "Matéria de Composição”, de Pedro Aspahan.


Entre os curtas, "A onda traz, o vento leva", do pernambucano Gabriel Mascaro, foi premiado como Melhor Curta pelo júri popular, e ganhou o Prêmio Aquisição Canal Brasil. Já "Meu amigo mineiro", produzido pelo coletivo cearense Alumbramento, levou o prêmio do Júri da Crítica como melhor curta da Mostra Foco.

A Mostra de Cinema de Tiradentes busca refletir, anualmente, o que há de mais promissor na nova cinematografia brasileira, abrindo o circuito de festivais no país. Segundo a organização do evento, a 16ª edição da Mostra reuniu mais de 35 mil pessoas, durante os nove dias de programação. Saiba mais sobre a Mostra de Cinema de Tiradentes no site oficial.

fonte: ANCINE


Sessão de cinema gratuito no SESC

Vincere ("vencer" em italiano) aborda a relação frenquentemente conflituosa que Igreja e Estado mantêm na Itália. Desta vez, voltamos à primeira metade do século 20 para acompanhar a história real de Ida Dalser, que morreu sozinha tentando convencer a todos que era esposa de Benito Mussolini.

É uma página negra da história da Itália, ignorada na biografia oficial do Duce. Quando Ida conhece Mussolini em Milão, ele é um fervoroso socialista que pretende orientar as massas contra a Igreja e a monarquia. Ela acredita nele e em suas ideias, e vende tudo o que tem para financiar Il Popolo d`Italia, um jornal que Mussolini funda para ser o núcleo do futuro Partido Fascista. Quando a Primeira Guerra Mundial irrompe, ele se alista no Exército e desaparece. Ao reencontrá-lo algum tempo mais tarde casado com outra mulher, Ida exige seus direitos como verdadeira esposa e mãe de seu filho primogênito. Levada à força, fica trancada por mais de 11 anos em um asilo de loucos, onde é amarrada e torturada, e nunca mais verá seu filho. Mas Ida não desistirá de lutar.

Filme: Vincere

Data: Segunda-feira, dia 4 de fevereiro

Hora: 20h30min

Local: Teatro Sesc Santa Rosa
(Rua Concórdia, 114)

Entrada Franca

Mais informações: Fones (55) 3512-6044 | 3512.6892



[Santo Ângelo] Inscrições abertas para concurso de soberanas da Fenamilho Internacional

Inscrições para as Soberanas da 16ª Fenamilho estão na reta final
Prazo encerra na próxima segunda-feira, 4 de fevereiro.

A 16ª Fenamilho Internacional recebe até o dia 4 de fevereiro as inscrições de meninas que queiram participar do concurso.

As inscrições podem ser realizadas no CDL de Santo Ângelo e as candidatas devem ter 17 anos completos até 27 de abril de 2013, data de início da feira; ser solteira e sem união estável, não ter filhos e residir em Santo Ângelo. Os documentos necessários para a inscrição são os seguintes: cópia da Identidade e uma foto colorida (tamanho 10 x 15).

Já o concurso será realizado no dia 23 de fevereiro, durante o carnaval de rua, antes do desfile das Escolas de Samba, com início às 19h. Mais informações podem ser obtidas através do telefone (55) 3313-1355.


Fonte: Jaqueline L. De Conti, Buenas Publicidade e Assessoria de Imprensa


Trânsito muda na Avenida Expedicionário Weber em horários de pico

Medida visa diminuir acidentes

A partir da próxima semana os cidadãos de Santa Rosa poderão avaliar na prática a medida que proíbe o estacionamento de veículos na Avenida Expedicionário Weber.

Douglas Calixto, secretário de Mobilidade Urbana e Habitação, confirma a vigência de medida  que veta o estacionamento desde a rótula do Tafarel até a rótula da entrada do Bairro Cruzeiro, nos horários de pico.

E quais são os horários considerados 'de pico'?

Horário das 11h30 às 12h30 no sentido centro/bairro;

 das 13h às 14h no sentido bairro/centro;

e, das 17h30 às 18h30h no sentido centro/bairro.

Placas de orientações já estão sendo colocadas ao longo da avenida. A Brigada Militar está instruída para colaborar no apoio aos motoristas e, já na segunda semana depois da implantação do projeto, poderá autuar os infratores. Portanto, fique atento!

A medida visa solucionar o alarmante excesso de acidentes que têm ocorrido nesta via.

Vamos observar.



[Santa Rosa] Câmara retorna suas atividades

A Câmara de vereadores de Santa Rosa, retorna suas atividades nesta segunda-feira, dia 4 de fevereiro.

O recesso legislativo que termina 31 de janeiro foi marcado pela realização de cinco sessões extraordinárias.

Na próxima segunda-feira, dia 4, serão formadas as Comissões permanentes da Câmara, indicados os líderes de cada partido e retomadas as discussões sobre os projetos que tramitam na instituição.

O turno único se estende até o próximo dia 15 de fevereiro. Nas  segundas-feiras, o horário de atendimento é das 8h30m às 11h30m e das 13h30m às 17h. 

As sessões ordinárias se iniciam às 20 horas.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Rio cheio e sem peixes

por Sávio Hermes

Sei lá, parece meio ridículo, mas às vezes dá vontade de clicar em todos os e-mails recebidos, mesmo os que sabemos se tratar de ladrões de senha, de vírus que tomarão conta de nosso computador e também de nossas vidas. Acreditar que ganhei um carro do SBT e que só preciso depositar 15 mil para recebê-lo. Acreditar que aquela rapadura que o rapaz vende é para obra de caridade e que o sabão líquido é para auxiliar uma comunidade terapêutica. 

Desconfiar de tudo o tempo todo. Duvidar que a sombra seja realmente minha. Supor que no fundo todos somos bons, mesmo os ruins do pé ou os doentes da cabeça. Que aquela maldade, humor negro ou espírito de porco, seja na realidade uma visão doce de um coração maduro e não um exercício egoísta, de esperar a hora certa de executar a vingança, de comer o prato a frio, mesmo que o frio, seja no calor e o calor seja um silêncio. 

Arte de Peter Callesen.
É, como aquele pedido de querer armazenar a sua senha, que se repete automaticamente, toda vez e toda vez você diz não, até o dia em que sem querer você diz sim, mas afinal, disse sim e que interesse pode haver e que conspiração universal estaria esperando alguém dizer sim? 

E se de repente você tem um telefone fixo que não funciona. E se de repente você tem uma internet que não funciona. E se de repente a conta deste serviço vem religiosamente todos os meses e você paga, por acreditar que ninguém está lucrando exorbitantemente com sua inocência, pelo fato daquela atendente do serviço de reclamação parecer um robô, que de repente tenha um robozinho esperando por ela em casa e que o chefe dos robôs tem um controle remoto que fica apertando avançar/recuar/pausa/desliga/congela.

E se não somos todos vítimas de um sistema carnívoro? E se foi você que deixou a porta da geladeira aberta? E se o carteiro não é o maior inimigo dos cachorros? Talvez a conta não chegue, o cartão atrase, a semana não comece, mas a conta da luz continuará atrasada e quando você for ligar o ventilador vai perceber que não tem energia.

E não se trata de escuridão. Da ausência de túnel e muito menos daquela vela pálida, tremulando no final dos trilhos. Há um banco quebrado, uma árvore com os galhos secos e uma pomba equilibrando seus ovos numa caixa de ar-condicionado, enquanto você corre para perder as calorias e julga os buracos na calçada, com a certeza de que um dia seu pensamento estará distante. Mas mesmo assim todos virão lhe cobrar sentido, foco local, objetividade, criatividade, soluções para os problemas alheios e um sucesso que possa ser visto na cor de sua pele.

Não há trago para remediar. O estrago não tem cura. A fissura é devastadora e torna ociosa a vontade de sumir, virar um utensílio nano tecnológico e ser introduzido no furúnculo azul que está parado no lado iluminado da lua, nas noites marrons, que prenunciam a tempestade. Tudo certo agora. O rio está cheio e sem peixes.


S.H. 29/01/2013


Incubadora de empresas da Unijuí lança edital



A Incubadora vai escolher três empresas para serem incubadas a partir deste ano


Já estão abertas as inscrições para o processo seletivo da Criatec. A Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica da Unijuí lançou o edital que vai escolher três empresas para serem Incubadas. As inscrições se estendem até o dia 28 de fevereiro e o processo seletivo ocorre nas Incubadoras de Ijuí, Santa Rosa e Panambi.

De acordo com a Analista de Negócios da Criatec, Maria Odete Palharini, a Incubação compreende o conjunto de atividades que objetiva o fortalecimento de empresas nascentes, com ênfase na formação do empreendedor e na estruturação do seu negócio. A Criatec oferece aos incubados, entre outras coisas, instalações físicas, consultorias nas áreas jurídica, financeira, mercadológica e administrativa, além de acompanhamento e orientação para participação coletiva em feiras, rodadas de negócios e missões comerciais.

Podem se inscrever alunos dos cursos de graduação, pós-graduação Lato Sensu e Stricto Sensu, docentes e técnicos administrativos da Unijuí e pessoas da comunidade. “As propostas deverão ser apresentadas por pessoas jurídicas, nas áreas relacionadas com as atividades de ensino e pesquisa da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul – UNIJUÍ”, salienta Maria Odete.

As inscrições para o processo de seleção das propostas de empresas a serem incubadas serão feitas através da entrega da documentação e Plano de Negócios na sede da Criatec, na Rua do Bosque S/N Bairro Universitário, ao lado do campus da Unijuí. Não haverá taxa de inscrição para participar deste processo seletivo. As empresas selecionadas para a Incubação serão conhecidas no dia 11 de março de 2013.

O edital está disponível no Portal da UNIJUÍ. 
Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3332-5468 e pelo email criatec@unijui.edu.br.


Fonte: Usina de Ideias - Agência Experimental de Comunicação Social - DACEC/UNIJUÍ




terça-feira, 29 de janeiro de 2013

A função pedagógica da tragédia

A função pedagógica da tragédia. 
Uma triste, mas necessária reflexão. 

Inquestionável a dor. Inevitável o luto. Indubitável o temor. Instintiva a compaixão. A tragédia bagunça a alma. 
Os gritos ecoam silenciosamente pelas ruas. O medo se banha no luar e acorda, ao amanhecer, refletido pelo sol nos olhares perdidos no horizonte cinzento. É estranho se reconhecer no outro nunca conhecido. Dói viver diante da dor de morrer. Um suicídio lento jamais concretizado. Passado, presente e futuro paralisados. Medo, compaixão, raiva, saudade, amor, responsabilidade, tormento. Necessária a purificação dos sentimentos.
Os antigos gregos usavam a tragédia como forma de reflexão social. Para o filósofo

Aristóteles, a função da tragédia é de, por meio do temor e da compaixão, purificar os sentimentos. A catarse (termo hoje amplamente utilizado pela medicina e a psicologia) deveria purificar as almas por meio de uma intensa liberação emocional provocada pelo drama. É a partir das tragédias que se desenvolveu a filosofia socrático-platônica e, com ela o conceito de alma (psiché). De acordo com esse pensamento o homem só pode conhecer o mundo quando conhece a si próprio. “Conhece-te a ti mesmo.”

Na peça, “Antígona”, Sófocles, narra o drama de Antígona cujo irmão está morto e foi proibido pelo rei Creonte de ser enterrado. Caso ela não enterre seu próprio irmão, não lhe concederá o culto religioso que completará o ciclo da vida. Esse seria um erro terrível para com sua família. Se Antígona enterrá-lo, cometerá um crime contra a cidade (Estado) visto que o rei proibiu que qualquer um o enterrasse.

Milênios depois de “Antígona”, vivemos drama semelhante na tragédia que levou ao chão mórbido, centenas de irmãos mortos. O mesmo conflito entre o indivíduo, as famílias e as leis do Estado. Por que permitimos isso se a lição já havia sido ensinada? Sim, somos todos culpados. Por ação ou omissão somos culpados. Tanto a indignação que sentimos em relação aos que agiram de forma negligente quanto a compaixão que sentimos pelas vítimas e familiares, comprovam a culpa coletiva. Precisamos purificar os sentimentos. De forma dolorosa a catarse se faz necessária. Não se trata de expiar a culpa com duras penas. Trata-se do conhecer a si mesmo diante da tragédia. A função pedagógica da tragédia nos leva à triste, mas necessária reflexão sobre a parcela de culpa que temos por não tê-la evitado.

Inquestionável a responsabilidade dos (des) organizadores e “profissionais” que não tomaram as providências necessárias para garantir o direito ao lazer com segurança e proteção à vida. Inquestionável a responsabilidade do Estado que cria leis, mas não fiscaliza com seriedade. “As leis não bastam, porque os lírios do campo não nascem das leis”, é preciso cultivá-los além de querê-los. Inquestionável a nossa responsabilidade que, frequentando inúmeros ambientes como o deste triste cenário, vemos as irregularidades e não as denunciamos ou não nos recusamos a frequentá-los. Peca-se por ação. Peca-se por omissão.

Minha alma está uma bagunça. Choro a dor da humanidade perdida. Choro minha dignidade ferida pela ausência da reflexão, pela ausência da prevenção. Conheci um pouco mais de mim mesmo. Lição pedagógica que dói a alma. Preferia a palmatória. Choro como Antígona diante do irmão morto sem o direito de dar-lhe descanso a alma por causa da lei do Rei. Choro porque no Estado Democrático o povo é autor e destinatário das leis, portanto por elas responsável e diante de cada tragédia que se repete, comprovamos nossa incapacidade de governar. Que essa purificação dos sentimentos seja arrefecida por dias mais claros. Que o grito silencioso dos mortos pelas ruas da cidade que me acolhe jamais silencie minha voz diante da injustiça eminente. A tragédia é uma lição pesada demais para se repetir no próximo ano.


Sidinei Cruz Sobrinho.
Diretor de Ensino do IFFarroupilha 


In memoriam às mais de 230 vítimas de Santa Maria. 

Janeiro triste de 2013.


Adriana Deffenti no Meme Santo de Casa

Show “Em mãos” no Meme Santo de Casa Estação Cultural 

A cantora Adriana Deffenti faz dois shows dias 30 e 31 de janeiro

O mês de janeiro do Meme Santo de Casa Estação Cultural termina com a participação da cantora Adriana Deffenti, uma das mais belas vozes da cena cultural da cidade. A gaúcha apresenta seu charme e sua MPB nos dias 30 e 31 de janeiro no casarão da Cidade Baixa, acompanhada pelo pianista Luiz Mauro Filho. A música de Adriana Deffenti é resultado da mistura de elementos do pop, rock, blues, música clássica (a camerística, de preferência), folclore argentino, jazz, samba-choro, flamenco e muitas outras influências. Nem por isso deixa de ser MPB, muito pelo contrário, já que este é um gênero livre, onde as influências regionais de cada artista são sempre bem vindas e enriquecedoras.

Seu último CD intitulado “Em Mãos” representa claramente a nova fase da artista, é como a entrega da canção escrita em mãos comparada à carta que se entrega pessoalmente, sem o distanciamento inicial da interpretação da obra alheia. Adriana afirma que atualmente busca simplicidade no seu trabalho, sente madura para isso depois dos seus dois discos lançados, e das suas participações em uma ópera e em um longa-metragem.

Presentes no palco a cantora e o pianista, a comunicação com o público é forte e espontânea contribuindo para o andamento do espetáculo. O repertório dos shows do último final de semana desse mês no Meme está focado no texto verbal e musical e na composição que une o romântico, o samba cheio de ironia e a balada. No repertório estão Per tropo Fede (anônimo séc. XIV), Jòga (Björk), Outono (Ramiro Macedo), Mesmo que Mude (Carlos Carneiro/Rodrigo Pilla), Refrão de Bolero (Humberto Gessinger), Quand Je marche (Camille Dalmais), Bewitched, bothered and bewilder (Rodgers and Hart), Mais uma (Adriana Deffenti), É quase estranho (Toneco da Costa),Malabarismo Íntimo (Adriana Deffenti), 12 segundos de oscuridad (Jorge Drexler/Vitor Ramil), Minha Verdade (Ivone Lara/Délcio Carvalho) e Controversa (Adriana Deffenti).



Adriana Deffenti – Em mãos

Dias 30 e 31 de janeiro, 22h

Ingressos: R$ 20,00


Mais informações no site do espaço: www.centromeme.com.br


MEME – Santo de Casa Estação Cultural
Rua Lopo Gonçalves, 176 – Cidade Baixa
Fone: 51 3019-2595


sábado, 26 de janeiro de 2013

Lenine prestigia a Bienal da UNE

Olinda (PE) – Minutos antes de subir ao palco, na abertura da 8ª Bienal de Arte e Cultura da União Nacional dos Estudantes (UNE), o músico Lenine disse que a cada dia a cultura depende mais de subsídio do Estado e que isso não é bom. "Quando a gente fala em financiar cultura, vai ter que falar em eleger quem tem prioridade. Vai ser sempre dependente de quem organizar isso”, acrescentou.

Em entrevista à Agência Brasil, além de abordar a cultura no país, Lenine falou sobre política - disse não acreditar em partidos políticos - e lembrou o grande homenageado do evento, Luiz Gonzaga, que completaria 100 anos em 2012. Ele destacou que presta homenagem ao sanfoneiro a toda hora. "Eu faço o tempo todo”.

O cantor e compositor disse ainda que a única maneira que tem de mudar o mundo é tentar melhorar as coisas à sua volta. "Minha música fala mais que qualquer entrevista que eu possa dar”. Para ele, o governo trouxe melhorias em vários campos, especialmente na economia. Ele citou a época em que a moeda desvalorizava em uma única noite. Agora, diz que vê perplexo um Brasil que em vez de pedir dinheiro ao Fundo Monetário Internacional (FMI), realiza empréstimos à instituição.
Lenine manifestou satisfação em se apresentar na Bienal da UNE. Disse que, de alguma maneira, continua jovem e lembrou a época de estudante. “Ao longo da minha vida tive uma parceira, que chamo de "senhora estranheza", que me levava a querer fazer um pouco diferente, ir um pouco mais além. E está cheio de seres estranhos aqui. De alguma maneira, me identifico com isso”.



Campus Party 2013 começa 2ª feira



#CPBR6. É por essa hashtag que a sexta edição da Campus Party Brasil está sendo identificada na web. O evento, que existe desde 2008 no país, começa no próximo dia 28 de janeiro e vai até o dia 3 de fevereiro. Durante toda a semana, a CP vai ter palestras, debates, oficinas e outras ações especiais.

A programação oficial está dividida em nove espaços, além de locais para workshops e para discussões mais informais. As temáticas de cada espaço estão subdivididas de acordo com o perfil das pessoas que frequentam a Campus Party.

Há locais que vão discutir segurança na web (Palco Arquimedes), mídias sociais e blogs (Palco Gutenberg), ciências (Palco Galileu) e outros espaços. As principais atrações do evento vão se concentrar no Palco Principal.

Entre os convidados de destaque na Campus Party Brasil 2013, estão Buzz Aldrin (companheiro de Neil Armstrong na Apollo 11) e Nolan Bushnell (fundador e presidente da Atari).

A Campus Party chega à sua sexta edição com a perspectiva de ter 8 mil pessoas participando das atividades oficiais (que ocorrem no espaço Arena) e 240 mil pessoas circulando no espaço Expo do evento (que é gratuito). O Portal EBC estará presente no evento e fará uma cobertura multimídia sobre o que de melhor vai acontecer na #cpbr6.

Confira os links para a programação de todos os espaços da Campus Party 2013

Programação Palco Principal

Programação Palco Galileu - Astronomia, Hardware, Modding e Eletrônica, Robótica, Biotecnologia, Nanotecnologia e GreenTech

Programação Palco Michelangelo – Design, Fotografia, Vídeo e Música

Programação Palco Gutenberg - Mídias Sociais e Blog

Programação Palco Pitágoras e Palco Sócrates– Desenvolvimento, Sistemas operacionais e Software Livre

Programação Palco Arquimedes - Segurança e Redes

Programação Palco Hypatia - Empreendedorismo

Programação Palco Stadium - Games e Simulação

Programação Workshop I e Workshop II

Programação Ações Especiais - Cross Space, Barcamp, Maratona de Negócios e TV Digital


fonte: EBC


[11º SMVC] Filme valoriza o chorinho de Octávio Dutra

Espia só - descobrindo a música de Octávio Dutra


A abertura da 11º edição do SMVC ocorrerá nesta segunda-feira, dia 28, às 19 horas, na CESMA. Para dar início a semana de realização do Festival, além da homenagem ao Cineclube Lanterninha Aurélio, será exibido o longa-metragem Espia Só, dirigido por Saturnino Rocha e produzido por Carlos Peralta.

O documentário musical foi filmado em Porto Alegre e narra a trajetória do maestro Octávio Dutra, apresentando o conjunto da sua obra musical. Octávio viveu na capital no início do século XX. “O filme traz um resgate cultural e musical da obra de Octávio. Até a década de 30 ele dominava o mercado. Pixinguinha, um dos músicos mais importantes da fase inicial da MPB comprou oito músicas de sua autoria. "Queremos apresentar ao público essa geração da música que marcou época”, explica o produtor do filme, Carlos Peralta.

Para o produtor o filme tem grande valor cultural é essencial que todos tenham a possibilidade de assisti-lo, por isso a obra será distribuída ao circuito cineclubista de todo o país.

Sinopse

A trajetória do maestro gaúcho Octávio Dutra (1884-1937), um dos precursores do chorinho no Brasil. Hoje praticamente esquecido, o músico deixou cerca de 500 composições e era uma estrela na cena cultural de Porto Alegre, nas décadas de 1920 e 1930. Além da pesquisa cuidadosa e dos depoimentos reveladores, o filme tem grandes momentos musicais, interpretados por nomes conhecidos como: Plauto Cruz, Yamandu Costa, Rogério Piva, Ângelo Primon, Maurício Marques, Giovanni Berti, Áurea Baptista, Hique Gomez,Sergio Karam, Julio Rizzo, Daniel Wolf, Arthur de Faria, Hardy Vedana, entre outros.

O diretor do longa, Saturnino Rocha, tem outros três filmes no seu currículo: dirigiu "Tango, Uma Paixão", "O Gato" e "Nada vai nos Separar". Além disso, também produz e cria roteiros. Carlos Eugênio Peralta, produtor e roteirista, trabalhou junto com Saturnino no média "Tango, uma Paixão", e produziu "O Príncipe das Águas". Atualmente é sócio gerente da Guarujá Produções Ltda.

Realização: Santa Maria Vídeo e Cinema
Promoção: Prefeitura Municipal e RBS TV
Co-promoção: CESMA e UFSM / Pró-Reitoria de Extensão
Incentivo: Ministério da Cultura / Lei Rouanet e LIC _SM




11º Santa Maria Vídeo e Cinema
Cineclube: viVER cinema
28 de janeiro a 02 de fevereiro de 2013
(55) 3028 0181 - das 14h às 19h / de segunda à sexta.
www.smvc.org.br
festivalsantamaria@yahoo.com.br
Twitter: @Festival_SMVC
Facebook: @SMVC-Festival de cinema



Recursos para a Saúde do seu município. Confira!

Governo do Estado divulga os valores repassados aos municípios que integram a 14ª Coordenadoria Regional de Saúde

O Coordenador da 14ª Coordenadoria Regional de Saúde, Antônio Ailton Torres de Paula, no início deste mês solicitou ao Departamento de Coordenação das Regionais (DCR) da SES, informações a respeito dos valores pagos pelo Estado aos municípios e instituições de saúde da região nos últimos anos.

Os relatórios foram enviados para a 14ª CRS na última semana, dando conta que a SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE, Fundo Estadual de Saúde, efetuou pagamentos com recursos do estado aos 22 municípios que fazem parte desta CRS, relativo ao período de 1º/01/2010 a 31/12/2012, nos valores a seguir:

01)-Alecrim.Ano 2010 R$231.397,26 / 2011 R$284.915,97 / 2012 R$313.576,67
02)-Alegria:Ano 2010 R$226.376,82 / 2011 R$142.558,29 / 2012 R$110.164,76
03)-Boa Vista do Buricá:Ano 2010 R$208.514,73 / 2011 R$487.246,72 / 2012 R$900.293,56
04)-Campina das Missões:Ano 2010 R$489.540,11/2011 R$524.900,72 / 2012 R$529.643,29
05)-Cândido Godoi: Ano 2010 R$769.708,45 / 2011 R$776.345,08 / 2012 R$880.016,98
06)-Dr. Maurício Cardoso:Ano 2010 R$201.640,54 /2011 R$192.966,18 / 2012 R$289.831,66
07)-Giruá:Ano 2010 R$1.096.022,42/2011 R$1.075.804,02/2012 R$1.640.397,53

08)-Horizontina: Ano 2010 R$896.918,23 / 2011 R$1.101.841,62 / 2012 R$1.364.257,14

09)-Independência:Ano 2010 R$180.813,40 / 2011 R$182.349,96 / 2012 R$363.263,63
10)-Nova Candelária:Ano 2010 R$88.292,06 / 2011 R$79.801,31 / 2012 R$138.884,67
11)-Novo Machado:Ano 2010 R$126.570,15 / 2011 R$140.746,29 / 2012 R$251.992,81
12)-Porto Lucena:Ano 2010 R$192.683,64 / 2011 R$201.048,83 / 2012 R$355.438,10
13)-Porto Mauá: Ano 2010 R$132.215,14 / 2011 R$88.248,11 / 2012 R$152.703,64
14)-Porto Vera Cruz:Ano 2010 R$64.617,44 / 2011 R$46.247,73 / 2012 R$ 259.217,05

15)-Santa Rosa: Ano:2010 R$3.655.828,20 / 2011 R$ 4.187.933,26 / 2012 R$6.579.894,94

16)-Santo Cristo:Ano:2010 R$661.832,65 / 2011 R$ 814.988,16 / 2012 R$ 1.232.891,73
17)-S.José Inhacorá:Ano:2010 R$88.273,88 / 2011 R$ 84.120,95 / 2012 R$ 113.618,85
18)-S.Paulo Mis.Ano: 2010 R$ 267.660,02 / 2011 R$ 189.924,73 /2012 R$ 442.629,46
19)-Sen.Salg.Filho:Ano 2010 R$ 108.904,36 / 2011 R$ 95.171,95 / 2012 R$ 132.721,68

20)-Três de Maio: Ano 2010 R$1.204.436,02 / 2011 R$1.624.762,19 /2012 R$2.158.550,63 

21) -Tucunduva:Ano 2010 R$ 173.072,19 / 2011 R$ 196.209,61 / 2012 R$ 466.290,98
22) - Tuparendi:Ano 2010 R$ 833.833,00 / 2011 R$ 826.562,38 / 2012 R$1.036.512,80

Total Global: Ano 2010 R$11.899.150,71 / 2011 R$13.344.694,06 / 2012 R$19.712.792,56

Analisando esses dados, constata-se que houve um significativo aumento nos pagamentos efetuados em favor da saúde no Estado a partir de 2010, num percentual de 13% em relação a 2011, sendo que comparando-se 2011 com 2012, o aumento foi de 47,72% e comparando-se 2010 com o ano de 2012 o percentual de aumento é de 65,57%. Em relação ao município de Alegria, houve uma redução nos investimentos em saúde no valor de R$116.212,06, comparando-se o ano de 2010 e 2012, em face de que no ano de 2010, houve investimentos de R$80.000,00 na rubrica Regionalização de Saúde, relativo a aquisição de um veículo e pela compra de um analisador automotivo de bioquímica. Ainda em 2010, consta na rubrica Saneamento Comunitário-PROSAN o valor de R$50.000,00, relativo a investimentos realizados na construção de 2 (duas) redes de água para o interior do mesmo município.

No início da atual administração Estadual, tanto o Secretário Estadual de Saúde Ciro Simoni, como o Governador Tarso Genro, afirmaram que a meta deste Governo era chegar no ano de 2014 com a destinação para a Saúde Pública em investimentos na ordem dos 12% proconizados na legislação vigente. No orçamento Estadual para 2013, apresentado na Assembléia Legislativa em 2012, foi aprovado a destinação dos 12% das receitas tributárias estabelecidas para em Saúde, fato este que gerou uma grande alegria para todos que trabalham nessa área, uma vez que a meta governamental de destinar os 12% para a saúde pública pelo Governo Estadual foi alcançada com um ano de antecedência.


A integração através da música

Projeto almeja formar orquestra com músicos de três países do Mercosul

Em homenagem aos 403 anos das Missões (1069-2012), a cidade de San Ignácio Guazu, no Paraguai, recebeu a apresentação da Orquestra Missioneira, iniciativa que reúne músicos da Argentina e Paraguai.

A orquestra deverá se apresentar no Brasil no final de março. A ocasião servirá também para que o maestro italiano Francesco Grigolo e o dirigente do projeto Rhi Sausi, oportunizem a audição de músicos missioneiros brasileiros que poderão integrar a denominada Orquestra Missioneira Trinacional.

O projeto faz parte de um movimento internacional chamado Fronteiras Musicais, que é coordenado a partir da Itália e com financiamento internacional.

Busca-se violinistas e demais músicos que possam participar da orquestra; também maestros, pois é importante formar também a Orquestra do lado do Brasil para apresentações pontuais e desenvolver a cultura da música clássica entre os habitantes da região.

Mais informações podem ser obtidas através do telefone (55) 3312-2065 no Bispado da Diocese Angelopolitana ou com o Sr. José Roberto de Oliveira através do celular (55) 9638-6360.


sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

ONG diz que veículos não podem estar nas mãos de políticos

Repórteres Sem Fronteiras divulga relatório intitulado ‘O Brasil dos 30 Berlusconi’

O número de políticos donos de emissoras de comunicação e a concentração de poder midiático são os destaques do relatório ‘O Brasil dos trinta Berlusconi’. Elaborado pela ONG Repórteres Sem Fronteiras, o documento diz que as características do mecanismo geral de funcionamento da mídia atrapalham a livre circulação da informação e impedem o pluralismo. “Dez grandes grupos econômicos, correspondentes a outras tantas famílias, dividem entre si o mercado da comunicação de massas. O espectro audiovisual é claramente dominado pelo grupo Globo, sediado no Rio de Janeiro, e propriedade da família Marinho. Seguem-se SBT, Rede Bandeirantes e Record”.


Outro aspecto apontado pela RSF refere-se às redes sociais: “Embora conte com uma das mais numerosas comunidades de internautas do mundo e até com um Facebook nacional (Orkut), o Brasil ainda está longe de oferecer a todos seus cidadãos um igual acesso aos novos suportes da informação”, destaca o relatório. Em outro ponto, a ONG registra que o Brasil tem um número exagerado de congressistas, senadores, deputados, governadores ou ministros com poder direto sobre a vida dos meios de comunicação.


O relatório sobre o Brasil também dá destaque para o que chama de “caso mais badalado”, que é a censura ao Estadão. O jornal está proibido pela justiça de publicar qualquer referência aos casos envolvendo o empresário Fernando Sarney, filho de José. “Esse caso de censura ‘preventiva’ continua aguardando uma resolução, já que o Grupo Estado recusou a proposta do interessado, que pretendia retirar as ações em troca de uma censura ‘consentida’”, conclui.

fonte: coletiva.net


quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Lembrando Thoreau – exposição de fotografias de Joesse Azevedo

A exposição de Joesse Azevedo está em suas últimas semanas no Theatro São Pedro


A mostra de fotografias de Joesse Azevedo, gaúcha radicada na Argentina, entra em suas duas últimas semanas no Theatro São Pedro, onde permanece até dia 3 de fevereiro. Intitulada “Lembrando Thoreau”, o projeto tem como conceito a obra de David Henry Thoreau. São fotografias feitas no lugar onde a artista vive, no campo, na Província de Corrientes, na Argentina. Lá ela se divide entre a vida no campo e na cidade, passando períodos em Buenos Aires.

“Há anos leio Thoreau. Além dos famosos “Desobediência Civil” e “Walden”, outros textos seus me inspiram. São profundas reflexões filosóficas permeadas de descrições sobre paisagens, plantas e lagos, a natureza ao redor e o ser humano como parte dela”, explica Joesse. “É ínfimo o que mostro nas fotografias, se comparado ao manancial de vida existente na natureza”, complementa.

Onde mora, a fotógrafa identifica características semelhantes à região onde nasceu, o oeste do Rio Grande do Sul. Paisagens do pampa argentino têm muito em comum com a paisagem da campanha gaúcha, na flora e fauna, rios e banhados. “Quero mostrar a poesia e a transcendência deste universo”, afirma a artista, que registrou as imagens com câmera digital sem uso de recursos extremos de lentes ou Photoshop, e imprimiu em Fine Art.

Joesse Azevedo nasceu em São Borja, no RS. Filha do fotógrafo Wolmar Azevedo, começou a fotografar retratos de crianças em 86 quando, quando nasceu seu primeiro filho. Na década de 90 radicou-se na Argentina, voltando ao Brasil em meados dos anos 90 para uma exposição no Theatro São Pedro, já com o tema natureza.

“Quando estou aí, caminhando e fotografando, tudo está bem. Toda a imperfeição é justificada. Só existe paz”. Assim Joesse Azevedo define sua paixão pela arte da fotografia e pela arte criada pela natureza.



Lembrando Thoreau – exposição de fotografias de Joesse Azevedo

Visitação até 3 de fevereiro no Theatro São Pedro

Horário de funcionamento do Teatro

Entrada franca


[CineSesc] Clássico italiano abre temporada de filmes no SESC

Aquele Que Sabe Viver


Inédito em vídeo no Brasil, Aquele que Sabe Viver (I
l Sorpasso) é um dos maiores filmes do cinema italiano, e a obra central do mestre Dino Risi (Perfume de Mulher). 

Esta Edição Especial traz o filme em versão restaurada e remasterizada, com muitos extras, incluindo entrevista com o diretor Dino Risi e como o ator Vittorio Gassman. 
No verão de 1962, Bruno, um playboy quarentão, leva Roberto, um tímido estudante de direito, para uma viagem de dois dias pelas estradas de Roma e da Toscana. Neste período, vivem uma série de aventuras e desventuras, com um desfecho surpreendente.
Com roteiro co-escrito por Ettore Scola, Aquele que Sabe Viver é um excelente road movie, com atuações memoráveis de Vittorio Gassman e Jean-Louis Trintignant.


Data:28/01/2013 Segunda-Feira
Hora:20h30min
Local: Teatro Sesc Santa Rosa
Entrada Franca


[Três de Maio] Expofeira abre inscrições para exploração de espaços de alimentação


A Comissão de Alimentação da XIII Expofeira, de Três de Maio, comunica que está com inscrições abertas para quem desejar explorar os espaços de alimentação. 

Somente serão aceitas pessoas físicas e jurídicas com alvará de licença e com experiência no ramo. 

Mais informações pelo telefone 55 3535 1338 (ACI), inscrições até dia 08 de fevereiro de 2013 na ACI Rua Exp. Bertholdo Boeck, 532. 

A XIII Expofeira do Agronegócio ocorrerá de 27 de Abril a 05 de Maio de 2013, no Parque de Exposições Germano Dockhorn.


Saúde do trabalhador é tema de curso para sindicatos

Cerest oferece capacitação para sindicatos

O Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador da Macrorregião Missioneira (Cerest Ijuí) realiza o Curso de Introdução à Saúde do Trabalhador, buscando estabelecer parceria com sindicatos de toda região. Esta capacitação visa difundir conhecimentos acerca da saúde do trabalhador e suas interfaces, possibilitando aos sindicatos a identificação de estratégias de prevenção e melhorias da qualidade de vida dos trabalhadores sindicalizados.

O Curso está dividido em 12 módulos, totalizando 40 horas. Os encontros acontecerão nos municípios sedes das quatro Coordenadorias Regionais de Saúde (CRS) da Macrorregião Missioneira, ou seja, em Cruz Alta, Santo Ângelo, Santa Rosa e Ijuí. O curso é gratuito e destinado a todos os dirigentes sindicais da região. As inscrições ocorrem no site cerestijui.com até o dia 4 de março.

As atividades iniciam em março com a 9ª e a 12ª Coordenadoria e em junho com a 14ª e 17ª CRS. A programação completa do curso e os temas abordados podem ser conferidos no site do Cerest.

Outras informações através do fone 3333-4855, na sede do Cerest, Rua Irmãos Gressler, 144, Centro.



[Santa Rosa] Festa das Etnias teve lançamento ontem à noite

7ª Festa das Etnias traz o lema: “Nossa união constrói a história”



A Comissão de Etnias da 20ª Fenasoja lançou na noite de ontem (23), na casa da Etnia Polonesa na Praça das Nações, no Parque Municipal de Exposições Alfredo Leandro Carlson de Santa Rosa, a 7ª Festa das Etnias. Através do lema “Nossa união constrói a história”, foi apresentado aos convidados a programação oficial e a importância das atividades para a valorização da cultura da região.

O Presidente da 7ª Festa das Etnias, José Albino Rohr, ressaltou a importância da colonização das diferentes etnias. “As etnias possuem um papel muito importante para nossa região, construíram o desenvolvimento e junto com elas trouxeram seus costumes, tradições e culinária. E o grande avanço da Fenasoja foi o reconhecimento do valor dos diferentes povos que habitam Santa Rosa”.

A Presidente da 20ª Fenasoja, Ângela de Faria Maraschin, destacou a importância do apoio que a Fenasoja tem oferecido durante todas as edições da Festa das Etnias. “Acreditamos que a Praça das Nações é muito importante para a comunidade que desfruta do Parque de Exposições. Pois, é um espaço onde podemos conhecer e cultivar os costumes e tradições de diferentes etnias. Quero convidar a todos para participarem da 7ª Festa das Etnias”.

Durante a noite também foi realizada a apresentação dos materiais de divulgação da Festa das Etnias, pela agência Soluty de Santa Rosa. E logo após foram assinados os contratos de patrocínio das empresas com a festa.

No lançamento, que teve o objetivo de apresentar para a comunidade a importância da festa para a preservação da cultura das etnias organizadas do município, foi servido um coquetel típico das etnias africana, alemã, árabe, polonesa, italiana e russa aos convidados.

A 7ª Festa das Etnias será realizada nos dias 19, 20 e 21 de abril, na Praça das Nações, localizada no Parque de Exposições em Santa Rosa.


Horizontina em Exposição abre inscrições para empresas locais


Estão abertas as inscrições para as empresas de Horizontina que querem expôr no Jeep Country - Horizontina em Exposição. 

Num primeiro momento, será disponibilizado um box gratuito para cada empresa, mediante cumprimento das normas constantes no edital caso as inscrições não preencham todos os espaços, espaços adicionais poderão ser adquiridos pelo valor de R$ 280,00 cada.

A documentação pode ser entregue na ACIAP ou na Secretaria Municipal de Indústria e Comércio.

(Com informações de Rui Eloi Arend)

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

[Cinema] Festival do Júri Popular no CineBancários

Capital é uma das 19 cidades a receber festival de cinema

Quinta edição do Festival do Júri Popular se inicia dia 28, no CineBancários, e tem entrada franca

Porto Alegre está entre as 19 cidades brasileiras que receberão, a partir de 28 deste mês, a 5ª edição do Festival do Júri Popular. A seleção de filmes reúne os destaques do cinema nacional nos formatos de curta e longa-metragem. Nesta edição, que é a primeira a exibir longas, estes serão todos do gênero documentário. Será a primeira vez que produções como ‘Doméstica’, de Gabriel Mascaro; ‘Cidade é uma Só?’, de Adirley Queirós; e ‘Jards’, de Eryk Rocha estarão em cartaz na Capital.

Além da mostra competitiva de curtas e longas, cujos vencedores são eleitos pelo público, o festival contará com uma mostra hors-concours, que homenageia os 40 anos do Festival de Gramado. Será uma exibida uma seleção de curtas preferidos do público no tradicional festival da Serra gaúcha. A programação, com entrada franca, se estende até 3 de fevereiro no Cinebancários, nas sessões das 17h e 19h.

O Festival do Júri Popular acontece nas seguintes sedes: Belém, Belo Horizonte, Boa Vista, Brasília, Corumbá, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Maceió, Palmas, Parauapebas, Paraty, Rio Branco, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Teresina. Mais informações estão disponíveis no endereço www.festivaldojuripopular.com.br.

fonte: coletiva.net




Presidente Dilma falará à nação em rede nacional

Brasília - A presidenta Dilma Rousseff deve anunciar hoje (23) à noite, em pronunciamento em rede nacional, que a redução no preço da energia para os consumidores brasileiros deve ser de até 18% para as residências e de até 32% para as indústrias. A informação é do diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino, que chegou para reunião no Ministério de Minas e Energia.

Em setembro do ano passado, também em pronunciamento à nação, a presidenta havia anunciado uma redução de 16,2% para os consumidores residenciais e 28% para as indústrias. As novas tarifas começam a valer no dia 5 de fevereiro.

Segundo Rufino, o corte maior no preço da energia será possível por causa de um aumento do aporte de recursos do Tesouro Nacional. O Ministério da Fazenda já tinha anunciado que o Tesouro Nacional gastará de R$ 2 bilhões a R$ 3 bilhões adicionais para assegurar a redução nas tarifas de energia.

Amanhã (24), a Aneel irá fazer uma reunião extraordinária para revisar as tarifas de distribuição, que serão aplicadas a partir do mês que vem.

fonte: EBC


Escritor Mário Simon será o novo Secretário de Cultura

Andres nomeia secretários da Cultura e Ação Social

SANTO ÂNGELO - O prefeito Valdir Andres confirmou ontem o nome de mais dois membros do primeiro escalão da sua administração. Foram anunciados os nomes de Mário Simon para a Cultura e Genelúcia Dalpiaz para a Ação Social.

CULTURA

O professor e historiador Mário Simon (foto) esteve reunido na manhã de ontem com o prefeito Valdir Andres quando anunciou que aceitava o convite formulado pelo chefe do Executivo para que retornasse ao governo municipal, já que em administrações anteriores, ele respondeu pela Secretaria de Turismo, que na época atendia o setor cultural. Simon foi secretário na primeira administração de Andres.
Além de professor aposentado e historiador, Mário Simon é fundador da Academia Santo-Angelense de Letras e foi patrono da primeira edição da Feira do Livro de Santo Ângelo. Possui ainda vários livros lançados abordando a história das Missões. 

GENELÚCIA

Para a Secretaria do Trabalho, Cidadania e Ação Social foi confirmada a professora Genelúcia Dalpiaz, diretora da Escola Municipal Sagrada Família do bairro Dido. Ela é filiada ao PP.
Simon e Genelúcia serão empossados no dia 1º de fevereiro.

fonte: A Tribuna


Conselho de Psicologia critica estratégia de internação compulsória

Conselho Regional de Psicologia do Rio Grande do Sul divulgou nota criticando a política de internação compulsória de usuários de drogas adotada pelo governo de São Paulo a partir desta semana. Na avaliação do CRP-RS, a ação do governo de Geraldo Alckmin (PSDB), “como pretexto de eliminação dos problemas decorrentes do uso do crack, é uma forma velada de preconceito e racismo social”. “A prática reprime violentamente a população que está em situação de rua, violando os direitos humanos de pessoas já fragilizadas por problemas oriundos da exclusão social. Em operações de higienização como essa, as autoridades – valendo-se de seu poder – tratam essas pessoas de forma massificada, expondo-as a toda forma de abuso, negligência, maus tratos e violência”, diz a presidente do Conselho, Loiva dos Santos Leite.

A posição do conselho gaúcho está em sintonia com a do Conselho Federal de Psicologia, que considera o uso da internação compulsória como medida emergencial para tratamento de drogas uma expressão de falta de cuidado e de atenção à saúde dos usuários, além da falha do Estado na criação e aplicação de políticas públicas. Acionar políticas emergenciais como essa de internar voluntariamente implica atualizar modelos de intervenção amplamente criticados por profissionais, pesquisadores na área de ciências humanas e sociais e por movimentos como o da Luta Antimanicomial, avalia ainda a entidade.

No lugar da política implantada pelo governo de São Paulo, o Sistema de Conselhos de Psicologia defende “uma política inclusiva, humanizada, não discriminatória e que garanta o direito à saúde, à liberdade, à integridade e à dignidade das pessoas em situação de rua, em uso de drogas ou não”. “O redirecionamento de recursos para o financiamento de internações compulsórias interfere no direito das pessoas a receber atenção integral em serviços orientados à reinserção social, contraria as diretrizes preconizadas nas políticas nacionais de saúde mental, assistência social e combate à tortura e fere os compromissos assumidos pelo Brasil na prevenção, promoção e proteção da saúde e dos direitos humanos”, aponta a presidente do CRP-RS.

fonte: RS Urgente


terça-feira, 22 de janeiro de 2013

11º SMVC apresenta os melhores curtas do cinema catalão

Los mejores cortos del cine catalán. Los Gaudí 2011

Dentro da programação do 11º Festival de Cinema de Santa Maria – SMVC está uma rara possibilidade de assistir a curtas vencedores na última edição do Prêmio Gaudí – filmes agraciados pela Academia do Cinema Catalão. A premiação é concedida a cada ano às melhores produções catalãs. O prêmio é uma homenagem ao arquiteto catalão Antoni Gaudí. O troféu foi inspirado em sua obra “La Pedrera”.

A programação “Los mejores cortos del cine catalán. Los Gaudí 2011”, acontece dentro da Mostra Cinema pelo Mundo, uma característica do SMVC que busca trazer filmografias de diferentes países para serem exibidos na semana do festival santa-mariense. Os filmes integram a CINESUD, uma rede de difusão audiovisual coordenada pelo grupo Ibero-Americano de Cineclubes, que integra a FICC – Federação Internacional de Cineclubes.

Os curtas exibidos serão “Ahora no puedo”(Agora não posso), “El barco pirata”(O barco pirata), “La sonrisa escondida” (O sorriso escondido) e “Odysseus' Gambit”.

Esta programação acontece em 01 de fevereiro, sexta-feira, a partir das 16h, no Cineclube Lanterninha Aurélio, auditório João Miguel e Souza, na CESMA, com entrada franca.

O 11º SMVC tem como tema Cineclube: ViVer Cinema e, nesta edição, o festival está homenageando o Cineclube Lanterninha Aurélio com o Troféu Vento Norte. A CESMA e seu cineclube estão completando 35 anos de atividades em 2013.

A Mostra foi viabilizada com o apoio da FICC, Grupo Ibero-Americano da FICC, Cinesud e Federação Catalã de Cineclubes.

O intercâmbio com o Santa Maria Vídeo e Cinema está sendo coordenado pelo cineclubista catalão, Julio Lamaña Orozco, Secretário Geral da FICC e Gestor de Coordenação da Federação Catalã de Cineclubes.

Mostra Los mejores cortos del cine catalán. Los Gaudí 2011
Mostra Cinema Pelo Mundo


“Agora não posso” (Ahora no puedo), de Roser Aguilar, escrito por Elena Serra e Corberó; produzido por Oriol Sala-Patau e Agora não posso produções.
Sinopse: Sara é uma jovem atriz que, depois de se tornar mãe, quer retomar sua carreira e se tornar uma finalista em um teste de elenco, em que se joga tudo ...

“O barco pirata”(El barco pirata), de Fernando Trullols, escrito por Fernando Trullols Pepe Combalía; produzido por Bastian Films.
Sinopse: David pediu aos Reis Magos um barco pirata. Seu pai, prestes a ficar desempregado, decidiu contribuir com o presente da criança com uma pequena poupança que tem. O ruim é que os reis não são perfeitos.

“O sorriso escondido” (La sonrisa escondida), de Ventura Durall, escrito por Miguel Ventura Durall e Llanso , produzido por Nanouk Films, SL.
Sinopse: A partir do acompanhamento de um menino de 10 anos que vem para a capital da Etiópia, depois de escapar de sua casa e de seus infortúnios de integrar um grupo de crianças de rua, "O Sorriso Escondido" constrói um conto realista sobre os valores que estão surgindo em uma sociedade formada por crianças.

“Odysseus' Gambit”, de Alex Lora; produzido por AI e Inicia Films.
Sinopse: Gambit é uma abertura de xadrez em que um peão é sacrificado para ganhar uma vantagem... Como Ulisses, Saravuth (um cambojano seqüestrado/acolhido pelos EUA no 50/60) também faz o seu sacrifício todos os dias, na esperança de obter uma vantagem no jogo da vida.

Mostra Los mejores cortos del cine catalán. Los Gaudí 2011
01 de fevereiro de 2013 – sexta-feira – 16h – entrada franca
Na CESMA – Cooperativa dos Estudantes de Santa Maria Ltda.
Professor Braga, 55.

Realização: Santa Maria Vídeo e Cinema
Promoção: Prefeitura Municipal e RBS TV
Co-promoção: CESMA e UFSM / Pró-Reitoria de Extensão
Incentivo: Ministério da Cultura / Lei Rouanet e LIC _SM



segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

[Três de Maio] HSVP é referência na área bucomaxilofacial

O Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) de Três de Maio é credenciado junto ao Estado para oferecer atendimentos de média complexidade em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial. Esta especialidade, segundo o odontólogo Moacir Portolan, atende fraturas de face, cistos, tumores de boca e de face, faz biópsia de cânceres de pele ou de boca, cirurgia oral (incluindo a dentária) e atendimento de dores de face. “A média complexidade oferece tanto a cirurgia ambulatorial, que são os procedimentos com anestesia local, como as cirurgias que exigem anestesia geral, estas realizadas no bloco cirúrgico. Realizamos também o atendimento a pacientes com necessidades especiais que precisam de tratamento odontológico, como a remoção de dente necrosado. Em 11 anos já ultrapassamos os 100 atendimentos só desses pacientes”, explica Portolan.

No Rio Grande do Sul, apenas o HSVP é referência em atendimentos de média complexidade, recebendo pacientes dos 22 municípios da 14ª Coordenadoria Regional de Saúde. “Temos a possibilidade de realizar um maior número de atendimentos, tanto em consultas quanto em cirurgias, caso os pacientes sejam encaminhados até nós”, relata Portolan, mestre em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial. O maior número de casos atendidos no HSVP são de dores de articulação e pacientes com necessidades especiais, com paralisia cerebral e síndrome de down, além de muitos cistos de origem dentária.

Como funciona o encaminhamento

Segundo Portolan, o procedimento para receber atendimento nesta especialidade ocorre da seguinte forma: “A consulta é realizada junto à Unidade Básica de Saúde do município. Após a comunicação do caso à Secretaria Municipal de Saúde, é feita a solicitação de uma consulta à Coordenadoria Regional de Saúde, que agenda esses pacientes junto ao Centro de Especialidades do HSVP, conforme as cotas (Quantidades de Consultas Estabelecidas e Definidas pela 14ª Coordenadoria Regional de Saúde). O HSVP apenas cumpre este agendamento”.

A preocupação, no entanto, é com a falta do encaminhamento de pacientes e com os casos que são encaminhados de forma tardia, o que dificulta o trabalho nesta especialidade. “Existe uma falta de orientação, pois antes de sermos referência em média complexidade, tínhamos um volume igual de pacientes ao que temos atualmente. Essa dificuldade inicia pelo próprio cidadão, que não procura atendimento junto à unidade de saúde, passa pela falta de informação quando é atendido em um pronto-socorro e chega ao próprio sistema, em que as secretarias de saúde, principalmente em épocas de troca de governos nos municípios, demoram para ajustar a rotina do encaminhamento dos pacientes. São vários os fatores que influenciam à baixa procura, pois sabemos que a demanda existe”, argumenta Portolan.

“Alguns municípios usam apenas 40% das consultas, até mesmo por dificuldades em oferecer o transporte para os pacientes, pois o atendimento é todo realizado via SUS, sem custos”, complementa o especialista. Os municípios que rigorosamente têm realizado encaminhamento de todos os pacientes são Três de Maio, São José do Inhacorá, Doutor Mauricio Cardoso e Santo Cristo.

O alto custo da demora na busca por atendimento

São diagnosticados cerca de 20 casos por ano de câncer de boca por ano na região 14ª Coordenadoria, vários deles em estágio avançado, o que, para Portolan, é inadmissível diante das campanhas de conscientização realizadas e do excelente serviço oferecido junto ao HSVP. “É possível curar um câncer inicial somente com uma biópsia, procedimento que custa em torno de R$ 15, deixando o paciente completamente curado. Se esse mesmo paciente vier tardio até nós, além de diminuir consideravelmente a chance de cura, vai precisar de cirurgia, radioterapia, quimioterapia e várias internações, terá de parar de trabalhar, além de algum familiar também deixar de trabalhar para cuidar dele. Essa pessoa irá gerar um custo muito maior do que se tivesse vindo cedo. Temos o exemplo de um homem de cerca de 40 anos que, após cinco anos do início do tratamento, já passou por 33 quimioterapias e 33 radioterapias, precisando parar de trabalhar, assim como a esposa, gerando um custo de cerca de R$ 300 mil ao Estado”, finaliza Moacir Portolan.

Coordenadoria regional promete ações

A 14ª Coordenadoria Regional de Saúde, com sede em Santa Rosa, informou que neste início de ano irá realizar ações que visam oferecer mais informações sobre a Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial. “Salientamos que esta especialidade foi credenciada recentemente, necessitando de um conhecimento maior por parte da população. O setor de planejamento da 14ªCRS, representado pela coordenadora do setor e pela servidora responsável pela especialidade, estão elaborando um informativo para os secretários que estão iniciando a gestão e estão programando uma visita em cada município para dar um conhecimento maior da especialidade.”

11º Santa Maria Vídeo e Cinema começa dia 28




CONVITE



O Santa Maria Vídeo e Cinema – SMVC tem a honra de convidar vossa senhoria para a Abertura da 11ª edição do Festival de Cinema de Santa Maria. A cerimônia ocorrerá em 28 de janeiro, segunda-feira, às 19 horas, no auditório João Miguel de Souza, na CESMA - Cooperativa dos Estudantes de Santa Maria Ltda.

Nesta noite serão homenageados os fundadores do Cineclube Lanterninha Aurélio, criado em 1978, conjuntamente com a CESMA - que comemora 35 anos em 2013. O nome do Cineclube é uma homenagem ao Sr. Aurélio Lima, lanterninha que trabalhava no antigo Cinema Imperial, localizado na Rua Dr. Bozano, centro de Santa Maria.

Na mesma noite será exibido o longa-metragem inédito em Santa Maria, Espia Só, dirigido por Saturnino Rocha e produzido por Carlos Peralta, com a presença de ambos para a apresentação do filme.

O SMVC é um festival dedicado à democratização do acesso do público ao audiovisual, a valorização do cinema nacional, a integração com os países vizinhos no MERCOSUL e o intercâmbio cineclubista.

Realização: Santa Maria Vídeo e Cinema
Promoção: Prefeitura Municipal e RBS TV
Co-Promoção: CESMA e UFSM / Pró Reitoria de Extensão
Incentivo: Ministério da Cultura - Lei Rouanet / LIC-SM


sábado, 19 de janeiro de 2013

Há 31 anos, Brasil perdia Elis Regina

Considerada uma das maiores cantoras do Brasil, Elis Regina, também conhecida como Pimentinha, morreu aos 36 anos, no dia 19 de janeiro de 1982. Trinta e um anos depois, sua obra continua a ser referência para novos artistas e sua discografia sempre é resgatada.

Para relembrar a cantora, assista a um especial sobre Elis exibido pela TV Brasil. O programa traz apresentações históricas e depoimentos da artista, além de contar com a interpretação dela para clássicos como Águas de Março e Canção da América.



fonte: Vermelho


Suicídio [texto da profª Tânia M.de Souza]


SUICÍDIO: DO HORROR AO FASCÍNIO

por Tânia Maria de Souza*


Apesar do horror que circunda a cena de um suicídio, sua captura é inevitável, dada sua condição convocatória de querer saber mais sobre ela. Sobretudo é uma cena enigmática porque apresenta um sujeito desprezando a vida, diante de muitos que parecem certos em querer viver. Afinal, o homem investe a maior parte de seu tempo buscando melhores condições de vida. A ciência pretende superar seus limites prolongando o tempo de vida do homem. A máxima pretendida é vencer a morte. 

Por isso se quer saber mais sobre a cena de um suicídio. Ela lança um enigma porque não há como explicar o que faz com que alguns, apenas alguns poucos, marchem de forma tão decisiva em direção contrária a todos os outros. Dizendo, talvez com um certo risco de exagero, parece que essa certeza presente na marcha de um suicida, não aparece na marcha dos demais. Nestes, ela está sempre permeada por alguns tropeços. De tempos em tempos, há um falsear de pés no qual a certeza se esvai, para novamente ser encontrada no passo seguinte, mesmo que essa pretensa certeza seja sempre provisória.

Em um suicídio a marcha é precisa, o passo não se interrompe e o ato se cumpre. Parece não haver dúvidas de que ele sabe o que quer. Saber esse reafirmado na certeza cruel de um ato que parece ser sem angústia. A angústia, conforme Lacan, não é feita de dúvida, mas ao contrário, a dúvida serve justamente para combater a angústia.[1]

Tomo a fala da esposa de um suicida para pensar como essas questões aparecem. Ela diz não conseguir entender seu ato, que há muito tempo vinha tentando se suicidar, mas alguém sempre conseguia chegar a tempo de impedi-lo. Ele dizia que queria morrer, pois somente assim sua família poderia ficar bem; não se sentia capaz de deixá-la bem, estando vivo. Conta que no dia do suicídio, ele estava tranqüilo como há muito não o via. Ele falou que se sentia bem, que tinha dormido bem a noite e que gostava muito dela e dos filhos. Saiu para seu trabalho e ela pensou aliviada que o perigo havia passado, pois parecia que ele estava realmente bem. Poucas horas depois, ela recebe a noticia de sua morte.

Esse fragmento é suficiente para demarcar os dois lados de um suicídio: o de “lá” e o de “cá”, ou seja, a posição daquele que vai e daquele que fica. O primeiro deles mostra a forma como alguns sujeitos lidam com sua castração[2], a qual nesse caso, aparece na relação que ele faz entre sua morte e o bem estar de sua família, ou seja, estando vivo não se reconhece em condições de deixá-los bem. Pelo menos não da forma como ele deveria imaginar, pois seu desabafo denuncia o que tem de insuportável em estar vivo e não conseguir... não conseguir seja lá o que for. Assim, a morte é a sua redenção, já que não foi possível fazer estando vivo, então é possível fazer estando morto. Escapa da castração de forma sacrificial, caindo fora da cena.

Esse deixar-se cair, conforme Lacan, é correlativo a passagem ao ato e encontra-se sempre do lado do sujeito quando se depara com o que ele é para o Outro[3]: objeto. E isso parece se dar em um momento de grande embaraço e de uma grande emoção, quando não se torna possível qualquer simbolização. O deixar-se cair então o lança para fora da cena, em um ato que o ejeta em um oferecimento ao Outro, como se Outro pudesse gozar (no sentido de usufruir) com sua morte. A passagem ao ato é, portanto, um agir impulsivo e inconsciente.


Certamente os que ficam, não ficarão melhores depois disso, mas aquele que foi, poderá ter sua falha perdoada, pelo menos é isso que um suicida espera, que seja reconhecido seu sacrifício e não sua inabilidade em viver e lidar com os percalços que a vida lhe deu.


O outro lado se refere a interpretação que os que ficam fazem desse ato. Quando, no caso referido, a esposa fala da tranqüilidade que seu marido demonstrava no dia do suicídio, entende-se que essa tranqüilidade advém da certeza que antecede ao ato. Como vimos anteriormente, essa certeza é própria da postura de um suicida, sendo causa de interrogações para quem deseja entender um suicídio, ou ainda de ter que se posicionar frente a tal evento trágico. Não podemos negar o fascínio com o qual somos todos envolvidos, mas por outro lado não podemos nos deixar engolfar por ele, o que resulta em um impasse: ascender ao gozo[4] do qual supostamente um suicida sabe (saber que os demais só conseguem imaginar em seus sonhos), ou salvar-se dos desígnios desse gozo pela via do horror.

Novamente nos vemos diante de um enigma que convoca a todos e o qual somente um suicida poderia decifrar. Somente ele, porque confessou sem medo das conseqüências, o seu desejo de morte como uma saída para sua vida. A tranqüilidade percebida pela esposa, conforme seu relato, talvez diga de um olhar que esteja atravessado por algo que não se encerra no limite da morte, mas que a transcende. Ou seja, é de um engano que estamos falando, o engano do suicida, que desesperançado de si mesmo busca um atalho para não ter que enfrentar os desatinos da vida. Talvez para ele este seja o caminho mais fácil. Talvez ..., talvez ..., suposições apenas, porque mais uma vez o saber permanece inapreensível, se perdendo a cada suicídio.

* Tânia Maria de SouzaPsicanalista, membro da Associação Espaço Psicanalítico e prfª do curso de Psicologia da Unijuí.


[1] Lacan, Jacques. Seminário X, lição VI, p. 10
[2] Em termos psicanalíticos, entende-se o termo castração pelas limitações, impossibilidades e fracassos que fazem parte da vida do  sujeito e com os quais precisa lidar ao longo de sua vida. Alguns não conseguem.
[3] O Outro, enquanto um grande outro, não refere um outro sujeito, mas a relação de alteridade que um sujeito tem com os outros.
[4] Gozo é um termo que designa o desejo mais íntimo de todo sujeito: viver sem privações, sem frustrações, sem nenhum tipo de falta, dor ou sofrimento. Viver uma vida de plena e absoluta felicidade. Como isso é impossível para todos, o que resta ao sujeito vivo é tão somente o desejo dessa realização plena. O gozo seria então essa realização plena, o que só pode acontecer no plano da fantasia, dos sonhos.