quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Dois anos sem Moacyr Scliar

27 de fevereiro de 2011

DOIS ANOS DA MORTE DE MOACYR SCLIAR,
ESCRITOR E MEMBRO DA ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS


No dia 27 de fevereiro de 2011 morria, em Porto Alegre, Moacyr Jaime Scliar, consagrado escritor brasileiro. Ele morreu aos 73 anos, após falência múltipla dos órgãos, no Hospital de Clínicas. Nascido no dia 23 de março de 1937, na capital gaúcha, ele se formou em medicina, trabalhou com saúde pública, foi professor universitário e também escreveu contos, romances, ensaios, literatura infanto-juvenil e crônicas para os principais jornais do país.

Com estilo leve e irônico, conquistou uma legião de leitores. Publicou mais de 70 livros, traduzidos para 12 idiomas. Em 2003, entrou para a Academia Brasileira de Letras. Por sua produção, ganhou prêmios como o Jabuti (1988, 1993 e 2009), Associação Paulista de Críticos de Arte (1989) e o Casa de las Américas (1989). Entre suas obras mais importantes estão “O ciclo das águas”, “O exército de um homem só” e “O centauro no jardim”. Dois de seus romances foram adaptados para o cinema: "Um Sonho no Caroço do Abacate", com o título "Caminho dos Sonhos"; e “Sonhos Tropicais”.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Convite


20ª FENASOJA > de 25 de abril a 04 de maio de 2014
www.fenasoja.com.br


Da redação:
>> Um ano antes da abertura do evento, a a 20ª FENASOJA exibe organização e planejamento. Além disso, é elogiável o atendimento prestado à imprensa.
Muito obrigado, Cléo Rockenbach!
Assim se faz um grande evento.


Alô, prefeitos! Tem dinheiro sobrando! Cadê os projetos?

A Secom e o Gabinete dos Prefeitos do Governo do Estado estão juntos numa força-tarefa para divulgar no RS o edital de inscrição no programa Cidades Digitais do Ministério das Comunicações (MiniCom). São mais de R$ 100 milhões do PAC para que municípios com menos de 50 mil habitantes possam ter conexão de alta velocidade, para serviços e acesso de internet livre em locais públicos, e criem o "governo eletrônico", que permite oferecer serviços online de saúde e educação, como marcação de exames e matrículas. 

Até o dia 5 de abril, as cidades interessadas devem habilitar-se ao edital, publicado no site do MiniCom http://bit.ly/13WRroW. "Os técnicos da Secom estão capacitados para apoiar as prefeituras com informações amplas sobre o funcionamento e a execução do projeto", anuncia Gérson Barrey, diretor de Inclusão Digital da Secom.

Da redação: Alô, pessoal das prefeituras de Três de Maio, Santa Rosa, Horizontina... e outras da região! Vamos lá! Estão esperando o quê? Dinheiro tem. Cadê o projeto?



Pedro Munhoz e Teatro Mágico criam o primeiro contrato de música livre no Brasil

Está em execução o primeiro contrato que reconhece a música livre no mercado fonográfico brasileiro. Pela primeira vez um música trilha sonora de novela da emissora mais poderosa do país terá a característica de livre distribuição e gestão de obra feita pelo autor.

A partir desta experiência, sem dúvida a música brasileira vira uma página. Isto ocorre com o contrato que o trovador do Movimento sem Terra (MST) e a trupe O Teatro Mágico acabam de assinar com a Rede Globo e a gravadora Som Livre.

A música Canção da Terra (Escute o hino do MST) de autoria do Pedro Munhoz, que foi gravada pelo trupe O Teatro Mágico, em 2011, no disco Sociedade do Espetáculo, torna-se trilha musical da nova novela das 18h, Flor do Caribe. Tal feito é resultado do contrato assinado entre o maior monopólio da comunicação brasileira, a Rede Globo, a gravadora Som Livre e estes artistas, ativistas declarados por um mundo mais justo, que defendem uma nova relação entre músicos, autores, produtores e principalmente com o público.


Beba na fonte. Acesse aqui.


fonte: Trezentos (dica do Cristiano Lopes do blog Palavras Rebeldes)


segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Sempre quis ter uma obra do mestre da pop art, Andy Warhol, pra chamar de sua?


Sempre quis ter uma obra do mestre da pop art, Andy Warhol, pra chamar de sua?

Então dá uma olhada no site da Christie's que deve realizar um leilão de suas obras amanhã, dia 26!

Entre as mais de 120 obras do artista devem ser leiloadas peças famosas como as réplicas das latinhas de sopa Campbell.

O valor mínimo para início do leilão é de 440 dólares e pode ir até 50 mil, mas pra quem quer apenas conhecer suas peças ainda dá tempo, é só acessar lá: www.christies.com/warhol.

Então dá uma olhada no site da Christie's que deve realizar um leilão de suas obras amanhã!

Entre as mais de 120 obras do artista devem ser leiloadas peças famosas como as réplicas das latinhas de sopa Campbell.

O valor mínimo para início do leilão é de 440 dólares e pode ir até 50 mil, mas pra quem quer apenas conhecer suas peças ainda dá tempo, é só acessar lá: www.christies.com/warhol.

fonte: Ipanema FM


SUS modernizou saúde no Brasil, diz o Banco Mundial


“O Sistema Único de Saúde [SUS] financiado por impostos modernizou o sistema de saúde brasileiro, criando um serviço nacional coordenado no qual todos os brasileiros podem acessar”. Essa foi uma das conclusões do Banco Mundial após uma nova coleção de 22 estudos de casos que analisam mundialmente os avanços significativos em termos de acesso aos serviços de saúde que ocorreram na última década.

O Banco Mundial também destacou que no Brasil, a Estratégia Saúde da Família, programa do governo federal iniciado em 1994, investiu fortemente em atenção primária à saúde e tem sido o veículo para reformas importantes, permitindo o acesso aos cuidados de saúde por meio de visitas domiciliares e atividades e comunidades para a saúde.

Os estudos também destacaram o crescimento dos seguros de saúde universais na América Latina e Caribe, pois os países da região estão na vanguarda para as mudanças em prol do acesso à saúde. O Banco Mundial ressaltou que não há um modelo único de seguro de saúde universal, que pode constituir-se desde pacotes de benefícios definidos explicitamente até reformas no sistema de serviços de saúde pública.

No entanto, os estudos indicam que um dos objetivos compartilhados na América Latina é garantir que os cuidados de qualidade atinjam as populações mais pobres e excluídas. O Banco Mundial destacou diferentes iniciativas apontados pelos estudos, entre as quais estão o Programa Seguro de Saúde Materno Infantil — Plano Nascer da Argentina, que existe desde 2005 e garantiu acesso ao seguro de saúde para mais de um milhão de mulheres grávidas e de crianças no país.

O Banco Mundial também destacou a Colômbia, onde os acessos aos serviços de saúde melhoraram consideravelmente graças a um sistema nacional de saúde subsidiado.

Na Costa Rica, registrou-se um dos melhores desempenhos na América Latina e Caribe graças ao foco na atenção primária à saúde. Atualmente as taxas de expectativa de vida e de mortalidade infantil nesse país são comparáveis aos países europeus da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), mesmo com os desafios para a estabilização do seguro de saúde universal no local.



Improvizo vence e é tricampeã do Carnaval de Rua de Santo Ângelo


A escola de samba Acadêmicos do Improvizo é a tricampeã do carnaval de rua 2013 de Santo Ângelo realizado na noite de sábado (23) e madrugada de domingo (24).

A agremiação foi a última escola a entrar na passarela da Marechal Floriano, às 4h30min do domingo (24).

A escola fez alusões à cidade asteca de Tenochtilian e a redução jesuítico-guarani de Santo Ângelo, mostrando suas coincidências históricas, simbólicas e imagéticas que acabaram virando samba.

Dos 10 quesitos avaliados, a Improvizo somou 99.5 pontos, obtendo apenas uma nota 9.5 em evolução.

Seis escolas de Samba participaram do carnaval de rua que começou às 22 horas de sábado e só terminou as 5h30min do domingo.

A primeira a desfilar foi a Imperadores do Samba que apresentou o tema "De lá ou de cá: de que lado você está?".

A Império da Zona Norte mostrou o enredo "Lendas e Mitos do Pará".

A escola Unidos da Zona Sul, que no ano passado não participou do carnaval e que ostenta sete títulos, mostrou o tema "Eu quis, eu consegui. A alegria e o lazer vencem o estresse".

A Grande Pippi levou para a passarela o Nordeste, com o enredo "Sou arretado, cabra da peste... emoção e encanto num cordel do Nordeste".

Após uma hora de atraso por problemas elétricos na passarela, a escola Mocidade Independente da São Carlos apresentou o tema "Fogo: divindade de luz, alma e espírito".
A última escola a desfilar foi a Acadêmicos do Improvizo, que com 400 componentes fez uma relação entre o México e as Missões Gaúchas – Coincidência e perfeição, que pinta os Sete Povos e mexe com o coração.

A Associação de Avaliadores de Carnaval do Rio Grande do Sul, de Porto Alegre, foi a responsável de julgar a apresentação das escolas em 10 quesitos.

A apuração aconteceu na tarde deste domingo (24) no quartel do 7º Regimento de Polícia Montada da Brigada Militar.

Após a divulgação oficial do resultado, um grande número de foliões da Improvizo aguardavam do lado de fora do quartel da BM.

Eles promoveram uma carreata pelas principais ruas da cidade, comemorando o título na sede da escola.

Mostrando o tema "México e Missões – coincidência e perfeição, que pinta os 7 povos e mexe com o coração" conseguiu empolgar o público de 28 mil pessoas que assistiram ao desfile, conforme estimativa da Brigada Militar.


fonte: Jornal das Missões


sábado, 23 de fevereiro de 2013

Por que a fome volta a rondar o mundo

Por Lester R. Brown | Tradução: Bruna Bernacchio












O mundo transita de uma era de abundância de alimentos a uma de escassez. Na última década, as reservas mundiais de grãos reduziram-se em um terço. Os preços internacionais da comida mais que dobraram, desencadeando uma febre pela terra e dando origem a uma nova geopolítica alimentar.

Os alimentos são o novo petróleo. A terra é o novo ouro. Essa nova era caracteriza-se pela carência dos alimentos e propagação da fome.

Do lado da demanda, o aumento demográfico, uma crescente prosperidade e a conversão de alimentos em combustíveis para automóveis, combinam-se para elevar o consumo a um grau sem precedentes.

Do lado da oferta, a extrema erosão do solo, o aumento da escassez hídrica e temperaturas cada vez mais altas fazem com que seja mais difícil produzir. A menos que se possa reverter essas tendências, os preços dos alimentos continuarão em ascensão, e a fome seguirá propagando-se, abalando o sistema social.

É possível reverter essas tendências a tempo? Ou por acaso os alimentos são o elo frágil da civilização do começo do século XXI — em boa medida, como o foi em tantas civilizações anteriores, cujos vestígios arqueológicos estudam-se agora?

Essa redução do abastecimento alimentar do mundo contrasta drasticamente com a segunda metade do século XX, quando os problemas dominantes na agricultura eram a superprodução, os enormes excedentes de grãos e o acesso aos mercados por parte dos exportadores desses produtos.

Nessa época, o mundo tinha duas reservas estratégicas: grandes excedentes de grãos (com uma quantidade no lixo, ao iniciar-se cada nova colheita); e, no quadro de programas agrícolas estadounidenses, para evitar a sobreprodução, uma ampla superfície de terras cultiváveis sem utilização. Quando as colheitas mundiais eram boas, os Estados Unidos mantinham mais terras ociosas. Em contrapartida, quando eram inferiores ao esperado, voltavam a utilizá-las.

A capacidade de produção excessiva foi utilizada para manter a estabilidade dos mercados mundiais de grãos. As grandes reservas amorteceram a escassez de cultivos no planeta.

Quando as monções não sopraram na India em 1965, por exemplo, os Estados Unidos enviaram a quinta parte de sua colheita de trigo ao país asiático, para evitar uma onda de fome catastrófica. Graças às abundantes reservas, isso teve pouco impacto sobre o preço mundial de grãos.

Ao iniciar-se esse período de abundância alimentar, o mundo tinha 2,5 bilhões de pessoas. Agora, há 7 bilhões.

Entre 1950 e 2000 houve subidas eventuais no preço dos grãos, ocasionadas por eventos como uma seca severa na Rússia, ou uma intensa onda de calor no Meio Oeste dos Estados Unidos. Mas seus efeitos sobre o preço tiveram vida curta.

No prazo de um ano, as coisas voltaram à normalidade. A combinação de reservas abundantes e terras de cultivo ociosas converteram esse período em um dos que permitiram maior segurança alimentícia na história.

Mas isso não duraria. Em 1986, o constante aumento da demanda mundial de grãos e os custos orçamentários inaceitávelmente altos fizeram que fosse eliminado o programa estadounidense de reserva de terras agrícolas.

Atualmente, os Estados Unidos têm algumas terras ociosas no marco do seu Programa de Reserva para a Conservação. Mas trata-se de solos muito suscetíveis à erosão. Acabaram-se os dias em que havia propriedades com potencial produtivo prontos para começar a produzir rapidamente, se fosse necessário.

Agora, o mundo vive apenas com o olhar no ano seguinte, sempre esperando produzir o suficiente para cobrir o aumento da demanda. Os agricultores de todas as partes realizam esforços imensos para acompanhar esse acelerado crescimento da demanda, mas têm dificuldades para alcançá-lo.

A escassez de alimentos conspirou contra civilizações anteriores. A dos sumérios e a dos maias foram apenas duas das muitas cujo declínio, aparentemente, deu-se quando enveredaram por um modelo agrícola que era ambientalmente insustentável.

No caso dos sumérios, o aumento da salinidade do solo, em consequência de um defeito no sistema de irrigação — muito bem planejado exceto por este aspecto — acabou devastando seu sistema alimentar e, por consequência, sua civilização. Quanto aos maias, a erosão do solo foi uma das chaves do seu desmoronamento, como o foi para tantas outras civilizações anteriores.

Nossa civilização também está nesse caminho. Mas, diferente dos sumérios, o que acontece na agricultura moderna é o aumento dos níveis de dióxido de carbono na atmosfera. E, como os maias, também se está manejando mal a terra e gerando perdas sem precedentes do solo a partir de erosão.

Mais recentemente, também enfrentamos tendências novas, como a redução do volume dos aquíferos, o fim da atividade agrícola dos grãos, nos países mais avançados, e o aumento da temperatura. Nesse contexto, não surpreende que a ONU informe agora os preços dos alimentos dobraram, com relação ao período entre 2002 e 2004.

Para a maioria dos cidadãos dos Estados Unidos, que gastam em média 9% de sua renda em alimento, isso não é um grande problema. Mas para os consumidores que gastam entre 50 e 70% de seus rendimentos com comida, a duplicação dos preços é um assunto muito sério.

A propagação da fome está estritamente ligada à redução das reservas de grãos e ao aumento do preço dos alimentos.

Nas últimas décadas do século passado, a quantidade de pessoas famintas no mundo se reduziu, caindo a 792 milhões em 1997. Em seguida, voltou a aumentar, chegando a 1 bilhão. Lamentavelmente, se continuarmos agindo como de costume, as filas dos famintos continuarão crescendo.

O resultado é que para os agricultores do mundo está se tornando cada vez mais difícil garantir que a produção acompanhe a crescente demanda de grãos.

Os estoques mundiais de grãos estão caindo há uma década e não foi possível reconstruí-los. Se não for possível fazê-lo, é de se esperar que, em consequência de um ano de colheitas pobres, a fome se intensifique e se propaguem pelo mundo distúrbios vínculados à má alimentação.

O mundo está entrando em uma era de escassez alimentar crônica, que conduz a uma intensa competição pelo controle de terra e de recursos hídricos. Em outras palavras, uma nova geopolítica dos alimentos está começando.


* Lester Brown é presidente da Earth Policy Institute e autor de “Planeta Cheio, Pratos Vazios: A Nova Geopolítica da Escassez de Alimentos”. W.W.Norton: Outubro de 2012)

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Perfil religioso no Brasil

Destaques do Censo 2010 
sobre o perfil religioso no Brasil


Católicos: Continuam sendo a maioria da população, mas baixaram de 73,6% em 2000 para 64,6% em 2010, ou 123 milhões de pessoas.

Evangélicos: A população evangélica foi a que mais cresceu. Os fiéis passaram de 15,4% em 2000 para 22,2%, ganhando 16 milhões de adeptos. O Brasil tem hoje 42,3 milhões de evangélicos.

Espíritas: O grupo aumentou de 1,3% para 2% na década, passando a abranger 3,8 milhões de brasileiros.

Sem religião: O número dos que se declararam sem religião cresceu de 7,4% para 8%, um aumento inferior ao registrado nas décadas anteriores. Em 1980, apenas 1,9% dos brasileiros se diziam sem religião.

Ascensão e queda: A igreja que mais ganhou adeptos entre 2000 e 2010 foi a Assembleia de Deus, que passou de 8,4 milhões para 12,3 milhões de fiéis. Já a Igreja Universal do Reino de Deus perdeu quase 300 mil adeptos, passando de 2,1 milhões para 1,8 milhões.

Escolaridade: O ensino fundamental incompleto é mais comum entre os católicos (40%), os sem religião (39%) e os evangélicos pentecostais (42%). A menor proporção está entre os espíritas (15%), entre o nível superior completo é mais frequente (31,5%).




Dados do Censo 2010 do IBGE

fonte: BBC


Macacada reunida

A banda retorna com a formação original, incluindo Shirle de Moraes.

A banda Macacos de Bermuda, de Três de Maio, retorna aos palcos a partir de março com a formação original.

Formada em julho de 2.000, a banda tem na sua formação Elisandro Weise (vocal e teclados), Charles Hettwer (baixo e vocal), Elio Fritsch (guitarra e vocal), Leandro Eickhoff (violão e percussão), Ruggiero Sacilotto (vocal) e Jurandir Ferreti (bateria).

A grande novidade é o retorno da vocalista Shirle de Moraes depois do sucesso no programa FAMA da Rede Globo, em 2006.

A agenda do grupo indica apresentações no próximo dia 2 de março em Horizontina, no Jeep Country. Depois, dia 7 de março, no Armazém Liquid, em Três de Maio.


capa edição_39


O avô da história

por fernanda pompeu* 


A queixa é antiga. A base se esfola, carrega o piano, beira a exaustão. Na hora do crédito e de virar tinta impressa nos livros, a massa se evapora. Se perpetuam os cabeças, os líderes, os abastados, os poderosos.

Qual era o nome do cozinheiro que alimentou Pero Vaz de Caminha enquanto ele se divertia descrevendo o Brasil para o Rei de Portugal? Qual o nome do segurança do Zumbi de Palmares que evitou que o líder quilombola fosse capturado em várias ocasiões?

Na música, costuma-se dar crédito ao segundo violino. O cinema nacional credita inclusive os motoristas. Mas os compêndios de história e os poderes padecem de uma amnésia severa.

Grupos se reúnem, organizam fóruns, trabalham muitas vezes gratuitamente, queimam pestanas, gastam salivas, põem a cara para bater. Transformam a pequena iniciativa em uma política pública. Então lá chega o governo (de qualquer partido) e se apropria do feito.

Talvez esse hábito de ressaltar seis e esconder seiscentos seja até anterior aos portugueses - que a gente adora culpar pelo ruim em nós. Talvez tenha a ver com os caciques indígenas. Ou, diriam os céticos, seja inerente ao ser humano.

Mas será? O que vemos hoje na internet é um movimento de aparições. Uma tremenda atividade de comentar, completar, discordar. Usando uma imagem gasta - mas nem por isso fraca - parece um rio pulando do leito, tomando as margens.

Outro dia, escrevi uma crônica na qual eu citava que havia estudado no Instituto La-Fayette, no Rio. Essa escola ocupava um casarão que tinha sido uma das residências do Duque de Caxias.

Eu lamentava que o casarão tivesse vindo abaixo para dar lugar a um supermercado sem nenhuma personalidade arquitetônica. Pois um leitor comentou que não se importava. Ele contou que a casa do avô dele também tinha sido derrubada. E ninguém, além dele, havia protestado.

Isso me fez pensar que ele comparava o avô dele ao Duque de Caxias. O comentarista igualava em importância um anônimo ao general da guerra Paraguai-Brasil. Um casarão histórico à casinha do avozinho.

Porém o comentário desse leitorweb não saiu da minha cabeça. Ainda está dando voltas, indo do hemisfério esquerdo para o direito. Pergunto-me: Será que estamos na boquinha de ver surgir uma nova maneira de encarar os donos da história?

Seja o que for. Sinto um cheiro de chuva no ar. Um temporal redentor? Pois o mundo é como ele é. Mas é também como o pensamos. Toda lógica social é datada. Tudo que é datado tem prazo de validade.


*fernanda pompeu, webcronista do Yahoo e do Nota de Rodapé, escreve às quintas.



Aprovada regulamentação de oito horas diárias para comerciários

Os senadores aprovaram em plenário na tarde desta quarta-feira (20) o projeto de lei que trata da regulamentação da profissão de comerciários. A proposta foi aprovada de forma simbólica e será encaminhada para sanção da presidente da República, Dilma Rousseff.

A proposta, de autoria do senador Paulo Paim (PT-RS), determina a quantidade de oito horas diárias para os comerciários, sendo que a jornada semanal permitida pela lei será de 44 horas. As alterações neste regime estabelecido pela proposta aprovada pelo Senado só poderão ser feitas por meio de convenção coletiva ou acordo coletivo de trabalho.

Segundo Paim, o projeto visa “evitar abusos” por parte dos empregadores, já que não havia regulamentação da jornada diária desses trabalhadores. “O que havia era jornadas de 12, 13 horas diárias de trabalho que os empregadores alegavam ser horas extras”, explicou o senador.

A proposta permite ainda que o comerciário realize uma jornada de seis horas para casos de trabalho realizados em turnos de revezamento. O piso salarial dos comerciários será estipulado em convenção coletiva da categoria.

“Essa é a categoria mais antiga do mundo. Foi um projeto aprovado em comissões, com grande entendimento entre empregados e empregadores”. De acordo com Paim, o projeto está em tramitação no Congresso desde 2005.

“Ganha a economia que passa a ter uma profissão com direitos adquiridos”, disse o líder do PMDB, senador Eunicio Oliveira ( CE).

O projeto também institui o Dia Nacional dos Comerciários, que será comemorado em 30 de outubro.

fonte: Nilnews


segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

O retorno de Marisa

Foto: Tom Munro/Divulgação
Marisa Monte retorna a Porto Alegre com a turnê Verdade Uma Ilusão, que esteve em Porto Alegre em junho de 2012 com quatro apresentações de casa cheia




Verdade Uma Ilusão, a sétima turnê da carreira de Marisa Monte e a primeira desde 2007, tem como base as músicas de seu disco mais recente, O Que Você Quer Saber de Verdade, distribuído no Brasil e em mais 27 países a partir de outubro do ano passado. O CD, o oitavo de uma trajetória artística que já contabiliza três Grammy latinos e nove milhões de álbuns vendidos em todo o mundo, foi seu primeiro trabalho autoral desde Universo ao Meu Redor e Infinito Particular, lançados simultaneamente em 2006.

As exibições acontecem nos dias 14 e 15 de março, no Teatro do Sesi, às 21 horas. Os ingressos já estão à venda.

Somando cenários a equipamentos de vídeo, som e luz, o aparato técnico utilizado em Verdade Uma Ilusão alcança algumas toneladas. Tudo para garantir o apuro estético que sempre marcou as apresentações da artista, cuja equipe incorporou novos profissionais. O cenógrafo Marcelo Lipiani e o diretor de arte Batman Zavarese integram a ficha técnica ao lado de antigos colaboradores como a figurinista Rita Murtinho e o iluminador José Luís Joels. Ao todo, são mais de 30 pessoas envolvidas, dentro e fora do palco.

Valendo-se de recursos tecnológicos de última geração, a maior parte das canções do roteiro é acompanhada de projeções em alta resolução de 17 obras – quase todas em vídeos – criadas por nomes consagrados do cenário das artes visuais do país. Assim, High definition (2010), de Luiz Zerbini, por exemplo, ilustra a faixa Descalço no Parque; Miravento (2007), de Alexandre Brandão, se acopla à canção Arrepio; e Ão (1980), de Tunga, se une à música De Mais Ninguém.

A direção cênica, mais uma vez a cargo de Marisa, Claudio Torres e Leonardo Netto, responsáveis pela função em quase todas as turnês anteriores, procura interagir organicamente com as novidades sonoras do espetáculo, levadas a cabo por uma formação de nove músicos. Além dos inseparáveis parceiros Dadi (violão de aço, guitarra, backing vocal, ukulele, violão de nylon, guitarra pignose) e Carlos Trilha (piano, click, sampler voz, clavinete, teclados, backing vocals, rhodes, programação), a banda conta com um quarteto de cordas (Pedro Mibielli, 1º violino e adaptação de arranjos; Glauco Fernandes, violino; Bernardo Fantini, viola; e Marcus Ribeiro, cello). E com o luxuoso auxílio do power-trio do Nação Zumbi, que já havia participado de algumas faixas de O Que Você Quer Saber De Verdade.

SERVIÇO

MARISA MONTE

Últimas apresentações da turnê "Verdade uma Ilusão" em Porto Alegre

Dias 14 e 15 de março

Quinta e sexta-feira, às 21h

Teatro do Sesi (Avenida Assis Brasil, nº 8787)

Duração: 90 minutos

Classificação: 12 anos (menores de 12 anos apenas acompanhados dos pais ou responsáveis)

Ingressos promocionais:

Mezanino

R$ 220,00

Plateia Alta

R$ 250,00

Plateia Baixa

R$ 270,00

- 50% de desconto para titulares do cartão Clube do Assinante Zero Hora na compra de um ingresso adquirido somente pela Telentrega Ingresso Show – limitado a 100 ingressos;

- 10% de desconto em um ingresso somente para titular do cartão Clube do Assinante Zero Hora, nos demais;

- 5% de desconto em um ingresso somente para titular do cartão Clube Premier Bourbon;

* Descontos não-cumulativos.

Pontos de venda:

Bilheteria do Teatro do Bourbon Country: Av. Túlio de Rose, nº 80 / 2º andar (de segunda a sábado, das 14h às 22h, e aos domingos e feriados, das 14h às 20h)

Telentrega Ingresso Show: 8401 0555 (de segunda a sexta, das 9h às 19h)

Site: www.ingressorapido.com.br (a compra pode ser feita até duas horas antes do evento)

Call Center: 4003-1212 (de segunda a sábado, das 9h às 22h, e domingo, das 12h às 18h)

Bilheteria Teatro do SESI: Somente nas datas de apresentação - Dias 14 e 15 de março, das 19h às 21h.

Formas de Pagamento: cartão de crédito (1x), débito e dinheiro


fonte> cultnews

Cotas têm apoio de 62% da população

Apoio a cotas em universidades 
chega a 62%, diz Ibope

Quase dois em cada três brasileiros são a favor de cotas em universidades públicas tanto para negros quanto para pobres como para alunos da escola pública. Pesquisa nacional do Ibope feita a pedido do Estado mostra que 62% da população apoia a implementação dos três tipos de política de cotas, que facilitam o acesso de segmentos sociais às vagas do ensino superior.

Há variações significativas, porém. O grau de apoio muda de região para região, entre classes sociais, de acordo com a cor da pele do entrevistado e segundo o seu grau de escolaridade.

De acordo com o levantamento, 77% dos entrevistados apoiam as cotas por renda e por origem escolar. Já 64%, mais da metade dos ouvidos pela pesquisa, são favoráveis as cotas por cor.

Em contraposição aos 62% que apoiam todos os tipos de cotas, 16% dos brasileiros são contra qualquer uma delas, segundo o Ibope.

Racismo

No entanto, 12% que defendem cotas para alunos pobres e para alunos da rede pública são contrários às cotas para alunos negros. A oposição às cotas para pobres, negros e alunos da rede pública tende a ser maior entre brancos, entre brasileiros das classes de consumo A e B, entre pessoas que cursaram faculdade e entre os moradores das capitais e das Regiões Norte e Centro-Oeste.

Os brasileiros com nível superior são francamente a favor das cotas. Para estudantes de baixa renda (78%), da rede pública de ensino (75%) e também as cotas raciais, que chega a praticamente metade dos entrevistados (49%).

A pesquisa Ibope foi feita entre os dias 17 e 21 de janeiro. Foram realizadas 2.002 entrevistas em todas as regiões do Brasil. A margem de erro máxima é de 2 pontos porcentuais.

Com Estadão

'Maradona' no Cinesesc

CINESESC APRESENTA

M A R A D O N A

Diego Armando Maradona é conhecido como um dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos. Além disto, é famoso também pelas imensas controvérsias as quais se meteu. O diretor Emir Kusturica, fã confesso do craque e da pessoa, apresenta uma análise de sua carreira.


Data:  Segunda-feira - 18.02.13

Hora: 20h30min

Local: Teatro Sesc Santa Rosa

ENTRADA FRANCA


A 'morte' do MSN adiada para 30 de abril

Microsoft adia ‘morte’ do MSN Messenger

Data oficial passou de 15 de março para 30 de abril, no caso dos brasileiros


A Microsoft anunciou nova data para o fim dos serviços do MSN Messenger no Brasil. O prazo final, que era 15 de março, foi adiado para 8 de abril. No entanto, os brasileiros terão período maior para se despedirem do serviço, uma vez que serão os últimos a migrarem para o Skype, o que deve ocorrer em 30 de abril. Segundo a empresa comunicou em janeiro, a única exceção com relação ao encerramento do serviço será a China, onde o Windows Live Messenger é operado por uma provedora local.


O fim do MSN foi anunciado em novembro, após a compra do Skype, adquirido em maio numa operação avaliada em 8,5 bilhões de dólares. Conforme a Microsoft, o Skype é atualmente um dos comunicadores instantâneos mais utilizados no mundo, com mais de 280 milhões de usuários.

fonte: coletiva.net



sábado, 16 de fevereiro de 2013

SETREM inicia obras da nova escola de educação infantil

TRÊS DE MAIO - Na tarde de quinta-feira última, 14, foi realizada a cerimônia oficial de início das obras de construção do prédio que abrigará as novas dependências da Educação Infantil. A obra, localizada ao lado de onde hoje funciona a Educação Infantil da Instituição, está orçada em R$ 1,7 mi com área total de 1.120m². A empresa contratada tem um ano para entregar a construção finalizada e apta para ser utilizada por crianças com idade entre zero e cinco anos.

O presidente da mantenedora da Instituição, Hordi Núbio Felten, disse que a obra significa a concretização de um sonho da SETREM. “Foi aqui nesse mesmo local que iniciamos a nossa história na educação de Três de Maio. Poder realizar essa obra é motivo de muito orgulho para todos nós”.

Durante a cerimônia de início das obras foi assinado o documento do convênio entre a SETREM, BNDES e Sicredi, destinando os recursos necessários para a concretização do projeto.


Santa-rosense inaugura galeria de arte na capital

Quem vai a Porto Alegre não pode deixar de conhecer a Galeria Duque, de propriedade do santa-rosense Arnaldo Buss. 

O santa-rosense Arnaldo Buss inaugura galeria de arte
em Porto Alegre.
Inaugurada em novembro, a Galeria Espaço Cultural Duque nasceu de um sonho que Arnaldo acalentava há muitos anos. “Este espaço nasce da paixão de um homem pela arte, e da possibilidade de viver esta paixão construindo um acervo ao longo de anos, onde cada peça faz parte de uma pequena história de amor” – declarou. 

Localizada na Duque de Caxias, 649, a edificação de três andares tem luz natural em todos os ambientes. 

A Galeria Duque está situada na Rua
de Caxias, 649, no centro histórico
de Porto Alegre.
O acervo e a primeira exposição teve obras de Carlos Scliar, Iberê Camargo, Portinari, Di Cavalcanti, Glenio Bianchetti, Maria Tomaselli, Vasco Prado, Xico Stockinger, entre outros. 

No terraço, de onde se vê a Igreja das Dores, funciona um café.

- Teremos aqui exposições pensadas a partir de recortes deste universo e estabeleceremos diálogos com artistas atuantes no mercado brasileiro e latino americano – afirmou Buss. ​

Acesse o site e conheça: www.galeriaespacoculturalduque.com.br 


Galeria Espaço Cultural Duque

Rua Duque de Caxias, 649

Centro histórico

Porto Alegre - RS

(Foto: Andréa Graiz/ Agência RBS)


Universalização da pré-escola até 2016 é desafio para prefeitos

A matrícula de crianças de 4 a 5 anos tornou-se obrigatória em 2009 e o prazo final para cumprir a exigência é 2016. 

Como a educação infantil cabe aos municípios, os prefeitos terão de garantir vagas para todas elas na rede pública. 

Alguns municípios terão de construir mais escolas, arcando com os gastos de manutenção e pagamento dos profissionais contratados. 

Dados do IBGE indicam que, em 2010, havia 1.154.572 crianças dessa idade fora da escola. 

A matrícula na pré-escola avançou na última década: em 2000, 51,4% das crianças tinham acesso à educação, patamar que saltou para 80,1% em 2010


Leia a matéria na íntegra aqui.






quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Falus & Stercus atua na preparação de atores e bailarinos

Falos & Stercus completa 22 anos e conquista prêmio municipal para pesquisa e fomento por seus anos ininterruptos de atuação



O grupo fará oficinas para atores e bailarinos em março e a intervenção urbana Mecanóides - o Cérebro Pós-Humano, mostrando o resultado do projeto


O Falos & Stercus começa bem o ano de 2013. Único contemplado com o Programa Municipal de Fomento ao Trabalho continuado em Artes Cênicas graças a seu trabalho ininterrupto e sua excelência artística, o grupo se prepara para um período especial nos próximos seis meses. O Projeto Teatro do Falos & Stercus – Intercâmbio, Treinamento e Pesquisa para o Trabalho Continuado prevê o retiro, treinamento e pesquisa do grupo e artistas convidados ao longo desse processo de criação, que resultará em uma intervenção urbana ao final do percurso.

O projeto de pesquisa consiste em oficinas e residências artísticas abertas ao grupo e a participantes que serão selecionados por currículo e carta de intenção. Confira as etapas de todo o projeto:

- Oficina gratuita “Poética Cotidiana do Corpo” com Dani Lima, para os integrantes do grupo e 15 bailarinos ou atores selecionados mediante envio de currículo e carta de intenção;

- Residência Artística “O Teatro do Falos & Stercus” aberta a 15 bailarinos ou atores interessados em participar da pesquisa do grupo, selecionados mediante envio de currículo e carta de intenção;

- Oficina “Educação Musical no Corpo”, com Simone Rasslan, para os integrantes do grupo e 4 atores ou bailarinos convidados a participar do trabalho de pesquisa a partir das vivências com o grupo na oficina e na residência;

- Oficinas “Contato Improvisação – Buscando estados de presença”, e “Processos criativos em dança contemporânea”, com Alessandro Rivellino, para os integrantes do grupo e os mesmos 4 atores ou bailarinos convidados a participar do trabalho de pesquisa;

- Intervenção cênica do grupo na paisagem urbana de Porto Alegre, com integrantes do grupo e os quatro artistas convidados, resultante do trabalho de pesquisa para o novo espetáculo com título provisório Mecanóides - o Cérebro Pós-Humano.

- Registros audiovisuais de todas as etapas, disponibilizados em forma de minidocumentários veiculados na internet, produzidos pelo cineasta Frederico Ruas.

A primeira atividade, com a bailarina e coreógrafa Dani Lima - fundadora e ex-integrante da Intrépida Trupe – tem início dia 5 de março, para os integrantes do grupo e 15 participantes. As inscrições devem ser feitas entre os dias 7 e 26 de fevereiro e os interessados devem enviar currículo resumido e carta de intenção para o e-mail falosestercus@gmail.com
A divulgação dos selecionados será no dia 1º de março de 2013.


Sobre o Falos & Stercus:

O ano de 2012 foi muito produtivo para o grupo, que completa 22 anos em 2013. Entre as atuações destacam-se a participação no Festival do Teatro Brasileiro em Goiânia e Brasília, onde integrantes do Falos ministraram oficinas de rapel cênico e dirigiram os alunos em performance no Estádio Serra Dourada de Goiânia, além de apresentarem uma intervenção urbana na capital do País, no prédio da Caixa Econômica Federal projetado por Oscar Niemeyer. Neste mesmo ano estreou o espetáculo de teatro de rua Despedida de Palhaços, financiado pelo Fumproarte, prêmio de fomento de Porto Alegre. A peça foi elogiada pela crítica especializada e vista por milhares de pessoas nas ruas da capital gaúcha. Ainda em 2012 teve integrantes seus participando de um projeto de formação e intercâmbio promovido pelo Porto Alegre em Cena, o Conexão Braskem em Cena, com a peça Os Plagiários – uma adulteração ficcional de Nelson Rodrigues, indicada a nove categorias do Prêmio Açorianos 2012 e vencedora de três delas: dramaturgia, atriz coadjuvante e figurino. E finalizando o ano com chave de ouro, o grupo foi contemplado com o Projeto de Fomento, concorrendo com grupos locais com trajetórias igualmente reconhecidas.

Entre os planos para o futuro próximo estão, além da execução deste projeto, a circulação do espetáculo de Despedida de Palhaços pelo interior do Estado e pelo Brasil. O grupo também está negociando com espaços culturais do centro do país apresentações do espetáculo Hybris, teve sua estreia no Pavilhão Popular do Jockey Club, em Porto Alegre, e que recebeu o Prêmio Braskem de Júri Popular em 2011 e Prêmio Açorianos de Melhor Cenário em 2010.

O Falos & Stercus é formado pelo diretor e dramaturgo Marcelo Restori; os atores e produtores Carla Cassapo, Cristina Kessler, Fábio Cunha, Fábio Rangel e Jeremias Lopes; o ator mirim Fredericco Restori; a responsável técnica, criadora de luz e operadora de som e luz Veridiana Matias e o cenógrafo Luis Marasca. Marcelo Restori, Fábio Cunha e Fábio Rangel são alguns dos fundadores do grupo, há 22 anos. O elenco convidado será definido ao longo do processo.


Sobre a oficina “Poética cotidiana do corpo”, com Dani Lima

Este curso visa partilhar a linguagem e o processo de criação de Dani Lima, propondo exercícios de improvisação e criação em dança contemporânea nos quais o enfoque principal é a busca de um corpo próximo e comum, que se constrói nas relações com o meio e com o outro. A bailarina e coreógrafa Dani Lima, fundadora e ex-integrante da Intrépida Trupe, criou sua companhia em 1997. Desde então a Cia Dani Lima tem realizado diversos espetáculos por todo Brasil e no exterior. Dani é formada em Jornalismo pela PUC-RJ, é Mestre em Teatro pela Uni-Rio (2005), publicou o livro “Corpo, política e discurso na dança de Lia Rodrigues” (2007). Desde 2001 faz parte do corpo docente da Faculdade de Dança, UniverCidade/RJ. É frequentemente convidada para dar palestras, mediar debates e ministrar workshops por todo país e escreve artigos para publicações especializadas em dança, arte e educação (Interterritorialidade/Editora SESC/SP; Lições de Dança/ UniverCidade Editora). Também tem colaborado com diversos artistas e grupos brasileiros, como os coreógrafos Lia Rodrigues, Denise Stutz, Gustavo Ciríaco, os artistas visuais Tatiana Grinberg, João Modé, os diretores/grupos teatrais Christiane Jatahy, Felipe Rocha, Michel Melamed, Intrépida Trupe, entre outros. Confira mais informações em: www.ciadanilima.com.br


Serviço:

Poética cotidiana do corpo – oficina com Dani Lima

Início dia 5 de março, para os integrantes do grupo e 15 participantes.

As inscrições devem ser feitas entre os dias 7 e 26 de fevereiro e os interessados devem enviar currículo resumido e carta de intenção para o e-mail falosestercus@gmail.com. A divulgação dos selecionados será no dia 1º de março de 2013.


Mais informações no site: www.falosestercus.com.br



PT reúne lideranças neste sábado em Santa Rosa

Encontro neste sábado, 16, reunirá

deputados, prefeitos, vices e vereadores para discutir e compartilhar boas práticas de gestão

Organizado pela Coordenadoria Regional do PT, acontece neste sábado, dia 16, das 8h30min às 12h, no Sindicato dos Metalúrgicos de Santa Rosa, encontro de políticos eleitos pelo PT da região Noroeste gaúcha. O deputado federal Elvino Bohn Gass e o deputado estadual Jeferson Fernandes confirmaram presença. São aguardados ainda, os cinco prefeitos, três vices e 20 vereadores que o partido elegeu no último pleito.

Segundo o Coordenador Regional, Elton Mentges, o objetivo é criar um fórum permanente de petistas para a troca de experiências executivas e legislativas. Bohn Gass avalia o encontro como muito oportuno: “O PT consolidou um modo de governar e legislar que fez história e mudou a vida de muitas cidades, estados e do país. Precisamos proporcionar às nossas lideranças, acesso e informação sobre as boas práticas que adotamos no comando da coisa pública”.


Para o deputado Jeferson Fernandes, o diálogo permanente sobre o dia-a-dia das administrações e dos mandatos petistas na mesma região, tende a ser positivo no sentido de que bons projetos de lei e boas iniciativas administrativas podem ser compartilhadas. “Há boas chances de que um bom projeto de lei de um vereador de um município, possa ser apresentado também em outra cidade. Da mesma forma, medidas administrativas que produzam bons resultados num lugar, podem significar boas ideias para a prefeitura vizinha.”


quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Jeferson Fernandes assume Comissão de Cidadania e Direitos Humanos

O deputado Jeferson Fernandes (PT) assumirá a presidência da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos, da Assembleia Legislativa do RS, no biênio 2013/2014. 

O deputado integrou a comissão como membro titular nos dois primeiros anos de seu mandato, dedicando atenção especial ao tema da situação carcerária. 

A posse ocorre nesta quinta-feira (14), às 10h30min, no Salão Júlio de Castilhos do Palácio Farroupilha.

(com informações do RS Urgente)

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

O Papa gargalhou... (por Leandro Lied)



Em julho de 1980 João Paulo II esteve em Porto Alegre para uma visita especial aos jovens seminaristas do Brasil que se preparavam para servir a Igreja como líderes espirituais e conduzir o povo católico, numa época muito conturbada de nossa história. 

Foram momentos de festa para o povo gaúcho. A euforia tomou contas da juventude que recepcionou o polonês Karol Woityla com gritos de ‘Ucho, ucho, ucho... O Papa é Gaúcho!’ tudo parecia lindo e maravilhoso se o Brasil não estivesse vivendo um período de vinte anos de ditadura militar e que o papel da Igreja na luta pela redemocratização do país estava sendo fundamental. As Comunidades Eclesiais de Base estavam tomando conta de todo o território nacional. Os movimentos populares a cada dia estavam mais fortes. As lideranças do povo cada dia mais combativas. E João Paulo II veio até aqui para ler discursos.

Assim, durante as décadas de oitenta e noventa, a Igreja Católica seguiu os conselhos do Papa. Os padres, os novos padres e o povo foram se tornando cada vez mais fieis ao magistério e à tradição viva da Igreja e abandonando as CEBs, a vida em comunidade e se voltando mais às ações litúrgicas. O resultado foi o que ninguém esperava: o grupo político assessorado pelos ideólogos das comunidades de base chegou ao comando do país e, em segundo lugar, o número dos católicos diminuiu ano a ano no Brasil.

A solução para este problema foi chamar novamente o Papa para ler novos discursos por aqui. Veio até nós o novo líder da Igreja católica, Bento XVI. De início ele pede ao presidente Lula uma lei para que as escolas ministrem aulas de ensino religioso católico, já que o Brasil é o maior país católico do mundo (em número de fiéis) e como resposta ouve que o Brasil é um país laico. Na sequência, na leitura de suas homilias surgiram frases com estas: “Precisamos caminhar. Somos impelidos a fazer algo para nos realizarmos a nós mesmos. Realizar-se, através da ação, na verdade, é tornar-se real. Nós somos, em grande parte, a partir de nossa juventude, o que nós queremos ser. Somos, por assim dizer, obra de nossas mãos... Por isso Eu vos envio para a grande missão de evangelizar os jovens e as jovens, que andam por este mundo errantes, como ovelhas sem pastor... Um homem ou uma mulher despreparados para os desafios reais de uma correta interpretação da vida cristã do seu meio ambiente será presa fácil a todos os assaltos do materialismo e do laicismo...” Na Europa, a imprensa repercutiu sobre a visita do Papa ao Brasil, mas viam-se mais reportagens sobre o crescimento das igrejas pentecostais e neopentecostais no nosso país do que sobre a recepção dos católicos a Bento XVI. E por aqui nós vimos uma multidão reunida em São Paulo e em Aparecida, era emocionante, como são todas as manifestações de fé e devoção populares. Mas ficou no ar o riso do Papa: Emoção? Alegria? Nervosismo?

E em Aparecida o Papa riu... De que o Papa riu?

Passaram cinco anos do riso de Bento XVI em Aparecida. A situação da Igreja católica parece ter piorado a ponto de provocar a renúncia do Papa, fato que se resume a apenas quatro vezes na história da Igreja, e todas elas por motivos de crise da instituição. Mais que as razões de saúde, existiriam razões de Estado que teriam levado Bento XVI a anunciar a renúncia de seu papado, nesta 2ª feira dia 11 de fevereiro. A verdade é que a direita formada por grupos como Opus Dei (de forte presença em fileiras do tucanato paulista), Legionários e Comunhão e Libertação (este último ligado ao berlusconismo) já havia precipitado fim do seu papado nos bastidores do Vaticano.

Sua desistência oficializa a entrega de um comando de que já não dispunha. Ratzinger como intelectual conservador termina seu ciclo como pontífice deixando uma Igreja católica apequenada, um retorno aos ritos do passado, um distanciamento cada vez maior entre instituição e católicos e uma disputa fratricida e autodestrutiva entre as falanges dentro da direita católica. Como também, uma legião de fieis migrando para outras profissões de fé cristãs (ou não cristãs) não menos conservadoras, mas legitimadas pela espiritualidade presente em todo o ser humano.


*Leandro Luiz Lied é Mestre em Teologia e professor de História.


Musicanto em debate


A nova coordenação do 26º Musicanto prepara para esta quinta-feira, 14, no SESC, o Fórum de Debates sobre o evento, previsto para ocorrer nos dias 14, 15 e 16 de novembro do corrente ano.


A jornalista Nice Richter foi indicada para presidir a 26ª edição e já se mobiliza na formação da sua equipe de trabalho.

Uma das primeiras iniciativas da nova presidente foi encaminhar a organização do acervo do Musicanto. Fotos, livros, atas, depoimentos, cartazes, vinis, cds que precisam ser preservados adequadamente para configurar a história dos festivais, considerado pela crítica, um dos maiores festivais de música da América Latina. 

A Casa do Musicanto abriga o material que, depois de organizado, será fonte de pesquisas e apreciação de visitantes e turistas nos eventos que ocorrerem no Parque de Exposições de Santa Rosa.

O Fórum de amanhã, começa às 18h30, no auditório do SESC. É aberto a toda comunidade.



segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

[Três de Maio] Comunidade protesta e interrompe tráfego na ERS 342

Foto: Pato Roberto
Os moradores do Bairro Sol Nascente, de Três de Maio, realizaram protesto junto ao trevo da ERS 342, neste sábado, dia 9, para chamar atenção das autoridades dos inúmeros acidentes que têm ocorrido naquele local.

Cerca de duzentas pessoas paralisaram o tráfego por 30 minutos e solicitaram a construção de uma rótula no entroncamento da rodovia com a Avenida Alberto Pasqualini.

Além dos moradores, diversas entidades apoiaram a manifestação, entre as quais, a ACI, Sindilojas, clubes de serviço, associações, vereadores e políticos.

A segurança do local teve a cobertura da Polícia Rodoviária Estadual e da Brigada Militar.

O local tem sido cenário de frequentes acidentes e há muito tempo a comunidade reivindica a solução do problema.


(com informações de Paulo Marques Notícias)

Solenidade marca início de obras na SETREM

A Sociedade Educacional Três de Maio (SETREM) recebe autoridades e imprensa da região na próxima quinta-feira, 14, para o ato oficial que vai marcar o início das obras do novo prédio que passará a integrar o complexo da Unidade de Educação Infantil.

O ato constará de dois momentos:

· 19h30min, na esquina das Ruas Bertholdo Boeck e Tereza Verzeri (local da obra), haverá o descerramento de “Outdoor” e manifestações oficiais;

· 20h, na Sociedade Cultural e Recreativa Buricá, evento promovido em parceria com o SICREDI com a assinatura de termo de cooperação entre SETREM e SICREDI; bem como entrega de uma placa comemorativa; seguida de programação especial SICREDI e jantar de confraternização.


sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Toda generalização é burra

por João Batista Costa Saraiva

Pretendia escrever sobre a resolução do CNE que regula a idade mínima de acesso de crianças ao ensino fundamental. Seis anos. Isso gera polêmicas, em especial quando se ignora que o cognitivo e o emocional não costumam andar de mãos dadas. Sou a favor da regra, enquanto instrumento de normatização e organização. No caso presente ainda, animado por aquele ditado de que não será por muito madrugar que irá amanhecer mais cedo.
Fui Juiz da Infância e Juventude quase toda minha carreira. O tema da adolescência, da violência, da delinquência  ainda ocupa quase todo meu tempo, agora na academia. Minha carreira foi quase toda em Santo Ângelo, naquele querido chão vermelho missioneiro. 

Aposentado, me vejo morando em Porto Alegre. Vim para cá por certo por causa da mesma academia a que me dedico agora, palestras, mas especialmente pelos filhos, e também os netos .... enfim.
Mas estou aqui e não lá, também, por paixão. Aqui posso ir aos jogos do Grêmio e escapar da pasteurização que o assistir jogos de futebol pela televisão nos impõe.
O futebol é mágico, democrático, igualitário em sua emoção. Está na alma do brasileiro, onde quem o assiste se diz torcedor. Aquele que torce. Não assiste. Diz-se que o termo vem do início do século passado, quando os assistentes iam com lenços aos estádios e os torciam enquanto viam o jogo. Daí, torcedores. Portanto a torcida faz parte do jogo. Participa. Fala-se tanto do "fator local".

Nessa semana atendi a iniciativa do vereador Alberto Kopittke fui à Câmara participar sobre o debate em face o espaço geral da Arena, onde se assiste jogos em pé, e se torce. Grande iniciativa.
Estamos todos dilacerados pelo absurdo abominável do incêndio de Santa Maria e neste contexto o grave acidente ocorrido no jogo do Grêmio com a LDU, na avalanche, toma ainda maior dimensão.
Mas é preciso distinguir três focos desta questão: 
a) a violência nos estádios e a conduta de baderneiros; 
b) a possibilidade de assistir aos jogos em pé e assim participar mais ativamente do "torcer";  e, 
c) a avalanche, um fenômeno comportamental que já tem cerca de dez anos e se tornou marca da torcida do Grêmio e até vinheta de publicidade do futebol na TV.

A "solução" de colocar cadeiras no espaço atrás das goleiras é de um simplismo antidemocrático e contradiz um compromisso assumido na construção do próprio novo estádio. Viola um contrato.

Toda a generalização é burra. Há leis para responsabilizar aqueles que infringem nossas normas, seja um, dois, dez, ou mais.
Estender a proibição a todos, será como proibir o tráfego de veículos por conta dos acidentes de trânsito ou acabar com os casamentos por causa da violência doméstica.
Na Câmara um arquiteto lembrou que andar de bicicleta é perigoso. Daí as ciclovias e não a proibição das bicicletas. A torcida, a festa, a avalanche, enfim, as manifestações do torcedor fazem parte do espetáculo que é o futebol. Espaços mais baratos, para assistir aos jogos em pé, há em muitos modernos estádios europeus. Uma forma de combater a elitização do futebol enquanto espetáculo popular.
Não entendo como será possível que a reforma do Beira-Rio não contemple esta possibilidade. Aliás, creio que em ambas goleiras da Arena os espaços de trás deveriam ser sem cadeiras, oportunizado um custo de acesso mais baixo. A violência, enquanto fenômeno contemporâneo, está nas estradas, dentro de casa, e, muitas vezes, no campo de futebol ou em seus acessos. Para isso há que se responsabilizar quem a pratica.
Sem generalizações totalitárias, como nos adverte Todorov, em Inimigos Íntimos da Democracia, cuja leitura recomendo a todos. 

Como todos sabem, um Estado que se pretenda apenas com direitos, corre o risco de derivar para uma anarquia. Outro se pretenda somente com deveres fatalmente se transforma em uma tirania. A democracia está no equilíbrio entre dever e direito.
Essa coisa de tudo aqui virar grenal, não dá pra querer.



Três de Maio pronta para recepcionar os foliões

Foto: Cooperjornal
Que venha o carnaval!


Corpo de Bombeiros realiza vistoria e Clube Buricá está liberado para o Carnaval após instalação de para-raios.

A festa deverá reunir neste sábado, dia 9, milhares de foliões de toda a região. Alguns blocos virão de cidades mais distantes como Augusto Pestana e Tenente Portela. Esse ano, a festa vai começar na rua em frente ao clube a partir das 21h. O aquecimento dos foliões vai contar com as charangas dos blocos Os Magrinhos, Que Que É Isso e Camarusco, todos de Santo Augusto.

130 blocos já confirmaram presença no Carnaval Regional de Três de Maio, segundo a secretaria do Clube Buricá.

Para garantir a realização do carnaval, o Clube Buricá teve que instalar sistema de para-raios em torno de todo o prédio da entidade. O Corpo de Bombeiros vistoriou o clube e liberou a realização da folia.

Informações: (55) 3535-1280 Secretaria do Clube Buricá.


[com informações de Alexandre de Souza/Rádio Colonial]



O melhor do rock regional terá encontro em Três de Maio

Três de Maio sedia no próximo dia 02 de março o RISE ABOVE FESTIVAL, encontro de bandas rockeiras que estarão se apresentando no palco da Garagem 1953.

O evento é coordenado por Ander Bauer, Aline Marília e Fernando Bortolaz que projetam um grande público para a noitada que terá a apresentação de seis bandas.

O local - Garagem 1953 - localizado no Bairro Oriental, é amplo, seguro e com toda estrutura para recepcionar o público.


Sobre  nome do evento, Bauer afirmou que foi extraído de uma música da banda Black Flag. "Estávamos (Ander e Borto) planejando o evento e quando começamos a discutir sobre o nome que daríamos ao festival surgiu a música e associamos o nome com título. Rise Above quer dizer 'elevar-se', 'superar' - esclareceu o promotor do evento.Rise Above Festival

Festival de Rock

Dia 2 de março de 2013


Local: Garagem 53, Bairro Oriental - Três de Maio

Horário: a partir das 21 horas

Ingressos antecipados: R$ 10,00

Bandas:

To Attack! - Três de Maio
Veloz - Santa Rosa
Basilhames - Horizontina
Los Miserables - São José do Inhacorá
Peixes Voadores - Santa Rosa
Eruption - Santo Ângelo
Fallen - Santo Ângelo


quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

O que estão fazendo com o nosso rio?

Rio Santa Rosa sob ataque 
da BR Foods!


Empresa pretende captar água (de graça?) no Rio Santa Rosa e para isso destroi mata ciliar e interfere no curso do rio. Confira as fotos produzidas nesta terça (05/02) e quarta-feira (06/02).
Eles precisam de água para produzir leite em pó. Daqui um tempo, com o andar da carruagem, teremos ÁGUA EM PÓ pra matar a sede.
Que insanidade é esta que para crescer e se desenvolver é preciso destruir e poluir?
A denúncia foi encaminhada à Promotoria Pública de Três de Maio e após o carnaval, provavelmente, o MP manifestará seu posicionamento.





Fotos: Mapa H P


quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

[MÓ] saico (texto de Ita Keiber)


 YES , NÓS TEMOS MÓ!


Mauro de batismo, Mó de benção divina. Ungido com tinta guache, isso sim . Pra nossa sorte se bandeou da fronteira pra se lambuzar de terra vermelha. Era um piazote por suposto, mas chegou destinado a derramar suas cores em nossas camisetas e pendurar seus quadros em nossas salas.

Quando eu e o Dico éramos meninos-grandes ainda, brincando na Santa Cidade, conhecemos o “Mó & Pó”. O Dico envolveu, com “sonoras notas”, alguns de seus poemas e descobrimos , então, uma alma irmã em sonhos e vontades e que se sabia, como nós, imortal.




Hoje, quando retorno e vejo grafitado nas paredes da velha prefeitura, os traços inconfundíveis do filho do Seo Ita, ou quando visito seu atelier-morada na Winck, onde coisas que me passariam a lo largo , desprovidas de importância, não escapam ao seu olhar de artista e estão lá, transformadas em arte, sinto que somos agora velhos-meninos, mais imortais (do) que nunca.


Singelo MÓnossílabo..... tônico, claro, pois 
tem a força criativa que provém da fonte maior.


Então, agradeço a Deus por tê-lo entre meus (poucos) amigos e poder a cada final de dezembro, quando a cigarra canta no mormaço do ligustro, abraçá-lo com meus braços, pois com meu coração, que também é tela pra sua pintura, sou livre para abraçá-lo todos os dias.





Texto: Ita Keiber

Arte: Mó

Local: Prefeitura velha de Santa Rosa / Futuro Centro Cultural








Psicólogo canino de Horizontina participa de curso nos Estados Unidos

De Horizontina para Los Angeles

Roberto Mayer, psicólogo canino, será o primeiro brasileiro a participar de um curso, nos EUA, com Cesar Millan, o “Encantador de Cães”

Psicólogo canino Roberto Mayer.
Entre 7 e 11 de fevereiro de 2013, o psicólogo canino Roberto Mayer fará curso de formação com Cesar Millan, o mais famoso adestrador de cães do mundo conhecido como o “Encantador de Cães”.

Mayer foi um dos 20 alunos selecionados no mundo para o curso. “Eu espero aprender muito com o César Millan, pois acompanho de perto o trabalho dele, já li os seus livros e assisto aos seus programas”, comenta Mayer.

Com larga experiência na área de adestramento de cães, utilizando a psicologia canina, Roberto Mayer já realizou importantes trabalhos. “Meu objetivo é recuperar cães de traumas ou problemas comportamentais e treinar seus donos para que possam entender o mundo canino e assim suprirem as reais necessidades dos seus animais, tornando a vida de ambos equilibrada e feliz”, explica. “O que mais me motiva é saber que posso mudar a vida das pessoas através desse trabalho que desenvolvo. Um dos meus alunos, por exemplo, perdeu a insegurança e a timidez que tinha, a partir do contato com os cães”, completa Mayer.

Além de ministrar cursos e treinamentos, Roberto Mayer é dono do Educa-Cão Pet Shop, em Horizontina (RS). A psicologia canina também é trabalhada no pet shop aberto há 10 anos. “Usamos a terapia canina nos banhos, facilitando o trato dos proprietários com os cães, e ainda ofereceremos produtos diferenciados que suprem as necessidades dos cães e seus donos”, explica.

O empresário ainda desenvolveu, há mais de três anos, uma linha exclusiva de produtos para cães e animais silvestres, a Brutus Pet Silvestre. “O foco é oferecer produtos diferenciados, ecologicamente corretos, com alta qualidade e garantia”, diz.


Curtas Gaúchos na telinha


Temporada de Verão dos Curtas Gaúchos estreia neste sábado

Série Fantasias de Uma Dona de Casa será apresentada em quatro programas, na RBS TV RS





A Temporada de Verão dos Curtas Gaúchos estreia, neste sábado (9), a série Fantasias de Uma Dona de Casa. Com quatro programas, a série vai ao ar semanalmente na RBS TV RS, às 12h30min.

No primeiro curta, 50 Anos de Praia, Carmem sonha ter uma casa para veranear. Como ela e seu marido Edgar não têm casa na praia, eles vão ao litoral para visitar um amigo cinquentão. Lá, eles conhecem a namorada do amigo, 26 anos mais jovem do que ele. Carmem observa a relação dos dois e entra em conflito com sua idade e a própria aparência. Mas se dá conta que nem tudo é o que aparenta.

Fantasias de uma Dona de Casa tem no elenco fixo Mirna Spritzer (Carmem), Careca da Silva (Edgar), Eliane Steinmetz (Soraya), Irene Brietzke (Tia Ivone) e Lisa Becker (Susana). Participam do primeiro programa Nelson Diniz e Ohana Homem.

A direção é de Ana Luiza Azevedo e roteiros de Pedro Furtado e Marcio Schoenardie. Fotografia de Juliano Lopes, arte de Rita Faustini e música original de Jean Presser, com direção de produção de Glauco Urbim. A produção executiva é da Casa de Cinema de Porto Alegre e a realização da RBS TV de Porto Alegre. Coordenação de produção de Nice Sordi e direção geral de Gilberto Perin.