quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Tres-maiense atua na acusacao de Jose Dirceu

Três-maiense Douglas Fischer teve papel fundamental na peça de acusação contra o ex-ministro José Dirceu, acusado de ser o chefe do suposto esquema que comprava apoio político ao governo Lula.

Dr. Douglas Fischer
Fischer, Procurador da República do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, concedeu entrevista exclusiva à Rádio Colonial, de Três de Maio.

Com 16 anos de carreira, o trabalho do procurador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região foi, inclusive, elogiado pelo chefe do Ministério Público Federal, Roberto Gurgel, durante o julgamento do mensalão. Fischer escreveu um estudo de 20 páginas para Gurgel, fornecendo o que, na visão do MPF, é a solução processual para que Dirceu possa ser condenado por corrupção ativa e formação de quadrilha, mesmo sem a existência de provas documentais contra ele.

Na entrevista a Rádio Colonial, na manhã de terça-feira (7), Douglas Fischer explicou que, uma mera e isolada presunção não pode levar a uma condenação de qualquer pessoa que seja, mas fundamentou o trabalho na chamada Teoria do Domínio da Organização a partir de presunções lógicas concatenadas com elementos probatórios para demonstrar que os fatos em hipótese alguma teriam acontecido se não tivessem a coordenação de determinadas pessoas que ocupavam cargos de chefia. “Tentei demonstrar a lógica das operações, quem tinha o controle dessas operações, mesmo sem ter uma prova direta, como uma fotografia ou uma escuta telefônica. A solução jurídica dá o suporte para juntar as provas fáticas e mostrar a autoria dos crimes”. F

Fischer deu o exemplo da máfia italiana em que os capos dificilmente aparecem executando ou ordenando um homicídio, mas, segundo ele, é possível encadear as provas e tentar demonstrar que os fatos não aconteceriam sem o controle dessa pessoa. Trata-se de uma solução jurídica.

Assim, ele acredita que a culpa no caso do mensalão, que está sendo julgado no Supremo Tribunal Federal, está muito bem demonstrada.

fonte: Rádio Colonial / Três de Maio (RS)

Nenhum comentário: