terça-feira, 3 de abril de 2012

Navegue contra a corrente

Brian Kennish saiu do Google para se dedicar ao software Disconnect.me, projeto que ele desenvolveu em mesas de cafeterias (Foto: PostDesk)
Em tempos de compartilhamento sem fim, Disconnect.me propõe a reapropriação dos dados pessoais na web

Extensão para navegadores web permite monitorar (e bloquear) o tráfego de informação pessoal a terceiros

Se você gosta de usar a web e serviços como Facebook e Google, mas não quer estes e outros grandes da web acompanhem e registrem sua atividade online, talvez seus problemas tenham acabado.

Na era do compartilhamento sem fim, super cookies, cruzamento de dados em redes sociais, reconforta saber que, sim, há gente desenvolvendo softwares em prol da nossa privacidade online.

Tudo começou quando Brian Kennish, funcionário do Google, criou o Facebook Disconnect, uma extensão do Chrome que desabilita todo o tráfego de terceiros para os servidores do Facebook mas ainda permite acesso ao Facebook em si.

A extensão foi um sucesso instantâneo, alcançando nada mais nada menos que 50 mil usuários ativos em apenas duas semanas (contando hoje com mais de 200 mil), levando Kennish a deixar seu emprego no Google para dedicar-se exclusivamente uma cruzada solidária: permitir que os usuários comuns da web retomem o controle sobre seus dados.

O engenheiro do Google ampliou a ideia inicial e lançou então o Disconnect.me, aplicando o mesmo método por trás do Facebook Disconnect a outros sites lotados de aplicações de terceiros, como Digg, Google, Twitter, e Yahoo, permitindo que o usuário desabilite o rastreamento de dados enquanto navega.

Um comentário:

Matheus disse...

Muito bom, gostei da tua abordagem Gerson, trazendo notícias e novidades no geral, não só da nossa região, e coisas revelantes a atualidade por sinal.