terça-feira, 1 de maio de 2012

Cidade cancao ou cidade jardim?

Cidade canção ou cidade jardim?

por João Carlos Binicheski

Quando Três de Maio passou a chamar a si de cidade jardim, nada tinha de jardim. O canteiro da Avenida Uruguai, bem mais largo que hoje, não tinha mais nada além de duas fileiras de ligustros, em toda sua extensão. 

A configuração atual deste canteiro foi feita em uma das gestões do saudoso Prefeito Ceslau Sawitzki. Justamente quando ficamos um pouco mais cidade jardim é que surgiu a expressão cidade canção. O seu autor, muitos não sabem ou não lembram, foi um jurado arrogante e mal humorado do Programa Sílvio Santos, um tal José Fernandes, que dava nota zero para todos os calouros. Fernandes veio a Três de Maio ser jurado em uma das edições do FEEC, e afirmou, então, que a cidade nada tinha de jardim, que deveria passar a ser chamada cidade canção. 

Foi o início de uma crise de identidade que perdura até hoje. A cidade optou pela dúvida, ao invés de optar pelo caminho mais simples, plantar flores, e transformar-se, efetivamente em jardim. Estou exagerando, não que não se plante flores nos canteiros da cidade, mas planta-se de forma amadorística, sem planejamento, a mesma quantidade é plantada nas avenidas centrais, onde passa muita gente, inclusive de fora, e na Rua Padre Cacique, onde transitam somente os seus moradores. 

Enquanto ficamos nesta indecisão idiota, outras cidades bem próximas puxaram para si denominações como cidade jardim, ou cidade das flores. A grande verdade é que poucas cidades tem avenidas largas, canteiros e rótulas bem lcalizados, como há aqui. Mas, incrivelmente, não conseguimos fazer o mais fácil, que é plantar flores de forma planejada, em volumes que chamem atenção, façam a diferença. Não seria custo, seria investimento, que reverteria em turismo, e principalmente em auto-estima para a nossa população. 

Infelizmente a Praça da Bandeira, com o seu novo visual, não será, jamais, uma aliada para virarmos, efetivamente, uma cidade jardim.

fonte: Olhar Atento

Nenhum comentário: